Os sintomas de depressão são tão silenciosos quanto a própria doença. É difícil diagnosticar de forma objetiva esse distúrbio, já que os sinais de depressão podem ser confundidos com outros problemas psicológicos e até mesmo com apenas o estresse de uma fase ruim. No entanto, quando essa fase ruim dura muito tempo, fique esperto porque isso pode ser um sinal de alerta

Eventualmente em nossas vidas passamos por momentos difíceis, como o término de um relacionamento, a morte de um ente querido, dificuldades econômicas e familiares, perda de emprego ou algum projeto pessoal que não deu certo.

A diferença entre uma pessoa depressiva e uma saudável é que, diante dos problemas, a pessoa saudável fica triste, sofre por um tempo, mas depois segue a vida. Mas a pessoa com sintomas de depressão não consegue virar a página e permanece deprimida por muito mais tempo.

O que é depressão?

Mas, afinal, o que é depressão? É uma doença psiquiátrica crônica e incapacitante, sua característica principal é um estado de tristeza profunda. A pessoa depressiva vive em meio a sentimentos pesados e negativos, como por exemplo desesperança, baixa autoestima, sensação de vazio e amargura que se refletem inclusive fisicamente.

Além disso, é comum os pacientes apresentarem transtornos de sono e apetite no começo da depressão. A depressão é uma doença volúvel. Ou seja, ela varia em tipos, intensidade e não tem idade certa para aparecer, podendo afetar adolescentes e até crianças.

O que causa a depressão?

Dizemos que a depressão é uma doença silenciosa porque não tem uma fórmula definida para diagnóstico e tratamento. Cada pessoa reage e a manifesta de um jeito. Sendo assim, as causas também variam de acordo com as experiências e histórico de saúde de cada paciente.

Alguns acontecimentos podem ser gatilhos para algumas pessoas, como por exemplo traumas na infância, estresse, consumo excessivo de álcool e drogas ilícitas e o uso de alguns remédios, como anfetaminas. Além disso, mulheres estão mais predispostas a terem depressão por conta de variações hormonais que causam uma montanha russa de humor.

Tipos e sintomas de depressão

A depressão não é diagnosticada em um quadro único. Ou seja, ela se manifesta em diversos tipos, com diferentes sintomas e impactos no dia a dia. Conheça alguns tipos de depressão.

Depressão unipolar (transtorno depressivo maior)

Esse é o tipo mais comum da doença. O paciente com esse tipo de depressão tem perda de interesse e energia para realizar atividades comuns do dia a dia e em casos mais graves, melancolia e sensação de incapacidade.

Depressão bipolar

Este tipo de depressão é mais grave que a unipolar e piora com antidepressivos. Ao contrário do que se pode pensar, a depressão bipolar não tem a ver com transtorno bipolar, apesar de ambos serem caracterizados pela mudança brusca de humor. Então, para diferenciar esses dois problemas, basta analisar se os períodos de depressão são maiores que os de euforia. Se a resposta for sim, é um quadro de depressão bipolar.

Distimia

A distimia é uma depressão crônica, com duração mínima de dois anos e intensidade moderada. Por isso, também se popularizou como doença do mau humor ou Transtorno Depressivo Persistente.

Depressão pós-parto

Certamente você já ouviu falar de depressão pós-parto. Os sintomas de ansiedade, extrema tristeza e exaustão podem aparecer nas primeiras semanas do nascimento do bebê ou até mesmo durante a gestação. São fases em que as emoções da mulher estão extremamente vulneráveis.

Transtorno disfórico pré-menstrual

Conhecido como TDPM, esse tipo de depressão pode aparecer no período que antecede a menstruação e deve terminar quando o ciclo se inicia. Os sintomas são mais severos do que a famosa TPM e pode deixar a paciente irritada, triste, indisposta, a fim de isolamento e incapaz de exercer as atividades do dia a dia.

Transtorno afetivo sazonal

Transtorno afetivo sazonal é a depressão causada pelo inverno, quando há menos luz do sol. Seus sintomas são aumento de sono, ganho de peso e retraimento social.

Depressão psicótica

Esse é um tipo de depressão profunda. A pessoa tende a ter sintomas psicóticos, como delírios e alucinações.

Transtorno depressivo causado por substância e/ou medicamento

Como é de se imaginar, esse tipo de depressão acontece por conta do uso de determinadas substâncias – abuso de drogas, de certos medicamentos e exposição a toxinas.

Quais os principais sintomas da depressão?

Os sintomas de depressão podem variar de acordo com o tipo da doença e com o histórico de saúde do paciente. Mas, os sintomas mais comuns que caracterizam esse distúrbio são:

  • Tristeza profunda
  • Sensação de vazio
  • Falta de energia e vontade para fazer atividades que costumavam dar prazer
  • Cansaço constante
  • Irritabilidade
  • Dores de cabeça, nas costas e estômago
  • Alterações no corpo, como queda de cabelo, unhas quebradiças, peso e inchaço nas pernas
  • Falta de concentração
  • Pensamento de morte e desejo de suicídio
  • Lentidão
  • Alteração da libido
  • Culpa excessiva

Teste de depressão

O diagnóstico nem sempre é simples, mas podemos ajudar. Faça nosso teste de depressão e entenda os níveis de depressão. O questionário leva menos de 3 minutos para fazer e é uma adaptação do teste PHQ  – Patient Health Questionnaire.

Procure ajuda

Vale lembrar que o diagnóstico só pode ser feito por um profissional. Então, se você acha que pode estar sofrendo de depressão procure ajuda! Você não precisa lidar com isso sozinho. Além disso, o tratamento, seja ele terapia ou o uso de remédios, como por exemplo Amitriptilina, acompanhado de um médico, pode melhorar e muito a sua qualidade de vida.

Zenklub é a maior rede vídeo-consultas com especialistas em bem-estar emocional, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas a qualquer hora, de qualquer lugar.

Este artigo foi útil?

4.3

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.