Tudo que acontece na nossa vida provoca diferentes sensações. Felicidade, tristeza, alegria, decepção, ansiedade, medo e tantas outras que seria impossível listar.

A verdade é que por trás de todos esses sentimentos existe o reflexo e a importância que damos a eles e que afetam, diretamente, o nosso equilíbrio emocional e em consequência o nosso comportamento.

Ter controle emocional é complicado quando não estamos preparados diante de alguma adversidade e isso afeta diretamente a nossa capacidade de tomar decisões, superar as dificuldades, praticar a resiliência e até seguir sem grandes abalos emocionais com o nosso dia a dia.

Vamos trazer o tema equilíbrio emocional e ver como podemos desenvolver as nossas próprias habilidades, para que possamos conviver mais facilmente diante das diversas situações, seja na vida pessoal ou na carreira.

O que é equilíbrio emocional?

Equilíbrio emocional é ter o controle total dos seus pensamentos e das suas ações que irão determinar o seu comportamento, sua capacidade de enfrentar adversidades e obstáculos, e o controle sob os seus sentimentos e reações.

Uma pessoa equilibrada emocionalmente é aquela que tem clareza e segurança para sair de problemas e conflitos, procurando sempre resolver da melhor forma possível e objetivando as decisões mais acertadas.

Ter esse autocontrole emocional poderá trazer mais satisfação, motivação, produtividade e criatividade para a sua vida em diferentes áreas.

Qual a importância do equilíbrio emocional?

Como podemos dar o primeiro passo e manter o equilíbrio, desenvolver a nossa inteligência emocional e ter mais qualidade de vida?

Bom, primeiro é preciso entender a importância desse aspecto na nossa vida para identificar em que pontos precisamos focar.

Nós humanos desenvolvemos o nosso comportamento de duas formas diferentes. A primeira refere-se a ação, que é feita, geralmente, de maneira pensada, a partir do reflexo que fazemos diante de uma situação para tomar uma decisão.

A segunda forma refere-se a reação, que é a maneira como lidamos com situações inesperadas, que faz parte da vida, mas que somos, geralmente, pegos de surpresa e daí colocamos à prova o nosso equilíbrio emocional.

Para entender a ação e a reação, pense na forma que você reage a um comentário negativo ao seu respeito. Ou quando as coisas não saem como planejou. Como você se comporta, se irrita ou releva e tenta deixar para lá?

Tente observar a forma com que você se comporta em diferentes situações ou com outras pessoas quando elas agem de forma inesperada ou de maneira que você não concorda, que vamos conseguir identificar quais são as nossas próprias deficiências emocionais para trabalhar e buscar o equilíbrio.

Conhecendo a si próprio e tendo em vista trabalhar o seu autoconhecimento, você poderá alcançar o equilíbrio emocional de maneira mais assertiva, desenvolvendo as suas habilidades diante das adversidades da vida e identificando as situações que te desestabilizam e comprometem o seu bem-estar emocional.

Como desenvolver meu equilíbrio emocional?

Vamos a algumas dicas práticas para você conquistar o seu equilíbrio emocional.

Observe a si próprio

Como já mencionamos aqui, se observar é o primeiro passo para se compreender dentro das suas ações e reações.

Reserve esses momentos e preste atenção aos seus próprios detalhes, assim, você poderá identificar mais facilmente seus pontos a favor e contra.

Pare, respire e pense

Não existe fórmula mágica que possamos seguir para nos acalmar diante de situações difíceis, afinal, cada um tem a sua forma de se comportar.

O importante é você perceber qual o seu controle sobre as situações e por mais difícil que seja: pare, respire e pense, antes de responder, agir ou reagir.   

Também para essa etapa, devemos considerar a nossa impulsividade.

A impulsividade pode ser um artigo de espontaneidade na nossa personalidade, mas também pode ser extremamente negativo dependendo da situação.

Essa pausa que estamos propondo também poderá nos fazer entender como utilizamos a nossa impulsividade.

Tente fazer diferente

Teve uma atitude inesperada, descontrolada ou de uma forma que você não gostaria que tivesse sido? Pegue a mesma situação e imagine o que você pode fazer diferente.

Por isso a observação, antes de mais nada, é tão importante. É a partir dela que você irá enxergar novos caminhos, guiados pelo autocontrole e serenidade.

Lembre-se que é necessário repetir esse processo sempre que necessário, por isso, tenha paciência e seja gentil com você.

Concentre-se no agora

Nossas reações podem ser fruto de alguma lembrança do passado ou uma ansiedade do futuro.

Concentrar-se no momento presente, sem se deprimir por alguma recordação ruim ou criar uma fantasia por algo que ainda nem aconteceu, vai evitar que você se descontrole emocionalmente.

Uma boa dica é investir a sua capacidade emocional no momento presente praticando o mindfulness, uma técnica bastante conhecida de meditação que foca no momento presente, em todas as sensações e sentimentos do agora.

Gratidão

Praticar gratidão é se desvincular do que não foi bom, parar de remoer ausências, dores e derrotas, e agradecer pelas pequenas conquistas e evoluções que você teve na vida.

Se você acha difícil pensar no que agradecer, antes de dormir concentre-se em tudo que você realizou e eleja 3 momentos para isso.

Após um tempo praticando a gratidão você vai ver como a sua postura vai se tornar mais equilibrada e positiva.

Cuide de si

Cuidar de si não é só ir a academia e ficar com um corpo bonito, estudar e ter o emprego dos sonhos, mas adotar hábitos que realmente promovam uma satisfação em bem-estar por estar realizando.

Você pode ir a academia para ter um corpo bonito sim, mas já pensou em um bem maior com essa prática?

A saúde e o bem-estar que o seu corpo recebe para ser melhor e mais funcional para você? Pense nisso.

Sem uma mente equilibrada e sadia, muitas das suas outras atividades não serão tão prazerosas, positivas ou comemoradas.

Procure algo que você goste de fazer, como a própria psicoterapia ou meditação ou yoga.

Viva cada sentimento

Por fim, e não menos importante, ter autocontrole é respeitar todos os sentimentos que o seu corpo pode sentir. Desde os ruins, como a raiva e a angústia, até o melhores. Aprenda a senti-los para aprender a equilibrá-los.

Equilíbrio emocional no trabalho

E no trabalho, como eu faço para ter equilíbrio emocional diante das situações?

Sabemos o quanto o ambiente de trabalho pode ser de hostil a amigável, e o quanto isso pode variar dia a dia.

Sempre nos culpamos por nossos momentos de descontrole emocional, afinal, somos profissionais e deveríamos ter essa capacidade, certo? Errado!

Provavelmente se há esse desequilíbrio nas suas reações é justamente a hora de você rever o que pode estar ocasionando isso, entendendo a causa.

Pode ser que você encontre o problema em algo na vida pessoal que esteja afetando a sua carreira, ou pode ser que não esteja realmente no local certo para você.

Mesmo que pareça difícil identificar essa causa, vamos para algumas dicas de como você pode ajustar isso na prática, lembrando sempre, que buscar um especialista em bem-estar emocional, poderá te ajudar a encontrar a raiz do problema e te poupar de estresse, síndrome de Bournout e até o absenteísmo.

Pratique o autoconhecimento e a inteligência emocional

Assim como na vida pessoal, essas duas características lhe farão olhar para as dificuldades da vida sob outra perspectiva e vão te ajudar a superar e vencer tudo com menos abalos emocionais.  

Seja resiliente

Focar no problema não irá resolvê-lo ou te deixar mais eficiente. Reflita e coloque a sua capacidade de criar soluções em prática.

A resiliência é justamente essa sua capacidade de responder aos problemas e torná-los possíveis de serem resolvidos e superados.   

Feedback

Dar e receber feedback pode ser motivacional ou não. Crie o seu próprio filtro e absorva aquilo que você pode resolver no momento presente e deixe de lado o que pode ser mau ou ofensivo.

Ah, e nunca deixe a sua empatia em casa, leve ela com você onde quer que você esteja.

E se você for gestor de uma equipe?

Nesse caso, você também pode apoiar sua equipe ao criar um ambiente de cuidado e segurança. O equilíbrio emocional pode ser construído de forma positiva se todos criarem soluções conjuntas e que sejam capazes de guiar para atingir metas similares.

Para isso, é essencial uma comunicação eficiente.

Que tal usar a tecnologia para se comunicar melhor com sua equipe? O que pode ser ainda mais relevante se os colaboradores estiverem em home office.

A Factorial é um ótimo exemplo de software de Recursos Humanos que permite que gestores e equipe mantenham a comunicação interna.

Ela oferece uma gestão de pessoas estratégica, com registros de jornada, documentos, avaliação de desempenho, recrutamento e muito mais.

A equipe está mais unida e o gestor tem mais tempo para estar próximo dela.

Como a terapia pode ajudar?

Buscar ajuda é essencial para desenvolver o equilíbrio emocional e um profissional de saúde emocional pode te ajudar.

O Zenklub tem mais de 500 profissionais que atendem todas as demandas, entre elas, o caminho para o autoconhecimento, além de conteúdos no app sobre amor-próprio, autoestima e bem-estar.

Este artigo foi útil?

3.85

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub