Quem busca cuidados com o bem-estar emocional, logo pensa em psicoterapia. Mas você sabe o que é psicoterapia de fato? Como funciona? Quais os benefícios? Quando você deve procurar um psicoterapeuta?

O acompanhamento da psicoterapia sem dúvidas pode te ajudar no seu dia a dia. Por isso, vamos entender melhor e buscar responder todas as dúvidas sobre esse processo de terapia.

O que é psicoterapia?

A psicoterapia, ou simplesmente terapia, veio a partir de conceitos da psicologia. Ela busca trabalhar a partir do diálogo e da conversa as questões emocionais, fazendo o uso de várias abordagens, conexões com o subconsciente e outras ferramentas.

Além disso, a terapia pode te ajudar a lidar com problemas de estresse, luto, ansiedade, transição de vida e carreira, relações interpessoais, entre outros.

Ou seja, com um acompanhamento, seja ele individual, em casal ou em grupo, você pode notar grandes diferenças no dia a dia.

Na terapia, o trabalho é feito através da fala e participação do psicoterapeuta. Ou seja, o paciente e o profissional vão juntos construir um espaço seguro de expressão e análise dos pensamentos e emoções.

Para que serve a psicoterapia?

A psicoterapia serve para tratar questões emocionais, sejam elas de grande impacto ou até mesmo menores. Ou seja, você pode tratar desde a perda de alguém querido até um desconforto emocional no trabalho, ou uma briga com seu parceiro.

Muitas vezes, a motivação da tristeza ou desconforto não é nada aparente. Vale lembrar que a terapia é um espaço seguro que você pode procurar sempre que sentir a necessidade.

Esses pequenos ou grande incômodos afetam o nosso bem-estar e também nosso dia a dia. E é nesses momentos onde psicoterapia atua e nos ajuda a seguir.

Por isso, em uma sessão de terapia você pode olhar para si e para os seus sentimentos, buscando entender melhor as suas emoções.

Para quem a psicoterapia é indicada?

A psicoterapia é para todas as idades e pode ser indicada para várias situações. Isso porque ela serve para entender vários comportamentos, emoções e sentimentos.

Por isso, listamos os seguintes motivos mais comuns que levam as pessoas a procurar terapia:

  • Ao se sentir triste durante algum tempo;
  • Dificuldade em resolver algum problema;
  • Por sentir dificuldade em praticar o autoconhecimento;
  • Ao passar por problemas no trabalho, seja por falta de concentração ou relacionamento;
  • Se está sempre tenso e ansioso pelo que há de vir;
  • Quando tem atitudes prejudiciais a si próprio e a outras pessoas.

Por isso, se você perceber essas questões em você, isso pode ser um sinal de que a terapia pode te ajudar a ter mais bem-estar emocional.

Que tipo de questões emocionais a psicoterapia pode tratar?

Não há um limite bem definido de questões emocionais que a psicoterapia pode trabalhar, mas em geral, os transtornos e síndromes psicológicas mais comuns são:

Tipos de psicoterapia

Existem vários tipos de psicoterapia, mas hoje vamos explicar um pouco sobre 10 deles. Conheça alguns tipos e encontre um profissional certo para você:

Psicanálise

Essa terapia é bastante conhecida e foi desenvolvida por Freud. Ou seja, nela a pessoa busca a conexão com o seu subconsciente para acha as respostas, insights e o autoconhecimento.

Psicoterapia breve

Nessa terapia, a pessoa e o terapeuta definem previamente um objetivo a ser atingido em um tempo certo. Por isso, geralmente se usa pra tratar alguma questão emocional em uma fase mais aguda.

Psicoterapia Junguiana

Trabalha a partir da análise do pensamento, dos sonhos e do inconsciente. Ela busca encontrar com as respostas daquilo que te incomoda. Por isso, a indicação é para quem busca um autoconhecimento profundo.

Psicoterapia Lacaniana

Essa é uma das terapias mais demoradas e analíticas dos pensamentos e comportamentos. Ou seja, durante as conversas o psicólogo tenta pegar os sentimentos, atos-falhos e outras coisas nas suas falas e conversas.

Psicoterapia Cognitivo-Construtivista

Além das questões emocionais, nessa terapia o profissional observa o sistema nervoso central. Ou seja, ela é mais atrativa para quem busca desenvolvimento cerebral ou quem tem algum tipo de debilidade ou danos cerebrais.

Psicoterapia Analítico-Comportamental

Essa terapia se liga ao behaviorismo e busca tratar das relações pessoais com o ambiente onde elas estão. Para isso, os reforço positivo são usados para criar mudanças no comportamento das pessoas.

Psicoterapia Cognitivo-Comportamental

Nesse caso, o foco é modificar pensamentos negativos e destrutivos por meio da compreensão e entendimento das emoções e atitudes da pessoa.

Gestalt Terapia

Essa é uma terapia com foco no presente. Ou seja, ela aproveita não só o que o paciente fala, como também seus gestos, expressões e o meio no qual ele vive.

Psicodrama

Esse tipo é um pouco diferente. Isso porque trabalha a partir de encenações individuais e em grupo, para então avaliar as emoções. Não necessariamente você precisa participar das encenações, mas ainda assim pode observar e trabalhar essas questões.

EMDR

Traz a simulação de sonhos e a partir deles procura superar os traumas e as memórias ruins. Além disso, é indicado para quem sofreu algum tipo de abuso, acidentes, violência e fobias, como a tripofobia, claustrofobia e agorafobia.

Psicoterapia infantil

Mesmo crianças podem passar por situações ruins e tem questões psicológicas que podem atrapalhar o dia a dia e o desenvolvimento pessoal e social. Por isso, existe a psicoterapia infantil, que cria um espaço seguro para trabalhar angústias, inseguranças e medos daquela criança.

A Ludoterapia é a psicoterapia indicada para crianças, pois usa jogos e atividades que estimulam e tratam as questões de forma mais próxima. Além disso, o foco é promover um caminho lúdico de novas aberturas, conquistas e bem-estar emocional.

8 benefícios da psicoterapia

Agora que já falamos um pouco sobre alguns tipos de terapia, vamos falar mais sobre como ela pode ajudar você.

Muitas pessoas se perguntam “No que uma conversa pode me ajudar com o problema pelo qual estou passando?”, ou afirmam: “Não vou gastar meu dinheiro para ficar conversando”. Mas, esse não é o propósito de fazer psicoterapia.

A terapia tem se tornado cada vez mais popular e falar sobre saúde mental hoje é fundamental, seja na sua vida pessoal, em relacionamentos e também nas empresas.

Por isso, conheça alguns dos muitos benefícios que você pode conquistar com a psicoterapia:

1. Autoconhecimento

É comum nos questionarmos no nosso dia a dia sobre nossos pensamentos e atitudes, mas em geral não fica por ai mesmo e não mudamos nada.

No entanto, com a psicoterapia esse diálogo interno se torna mais fácil e recorrente. Além disso, com o autoconhecimento tornamos mais leves nossas relações pessoais e profissionais no dia a dia.  

2. Contato com as emoções

Nós passamos por várias mudanças de sentimentos durante o dia e, muitas vezes, deixamos de lado por ter uma rotina corrida e por achar que não importa tanto.

Mas, esse “deixar de lado” nos afasta do autoconhecimento e da avaliação daquilo que realmente acreditamos ser melhor para nós mesmos. Ou seja, com a terapia, tiramos um tempo para pensar nessas emoções e cuidamos de nós mesmos.

3. Autocontrole

Quantas vezes temos atitudes desproporcionais e explodimos de raiva, angústia e tristeza? Ou até mesmo não conseguimos controlar nossas ansiedades por algo bom que está por vir? A psicoterapia te ajuda a regular esses sentimentos e maneira como agimos com eles.

4. Enxergando as suas habilidades

Problemas com falar em público, não saber lidar os sentimentos dos outros, e outras questões que nos colocam a prova, podem ser trabalhadas na terapia. Por isso, se você quer quebrar essas barreiras e criar inteligência emocional procure ajuda de um profissional.

5. Um novo sentido

Ao longo da vida a gente absorve conhecimentos e referências o tempo todo, mas muitas vezes eles acabam nos limitando e fechando nossos horizontes. No entanto, a terapia tende a nos ajudar a quebrar esses pré-conceitos e nos permitir estar abertos ao mundo.

6. Quebra de frustrações sociais

Muitas vezes a sociedade nos impõe atitudes que nem sempre nos identificamos. Isso tende a criar frustração e sentimento ruins, fazendo com que a gente se cobre muito. Mas, na terapia você encontra esse espaço seguro e livre de julgamentos para decidir quem você quer se tornar.

7. Percepção dos relacionamentos

Seja no trabalho, em casa com a família, entre amigos ou em um relacionamento amoroso, na terapia você encontra espaço para entender a complexidade e os benefícios dessas relações.

8. Empoderamento pessoal

Se conectar consigo mesmo pode te dar ferramentas para se entender melhor, aceitar suas diferenças e coragem para empoderar-se. Além disso, esse é o resultado do autoconhecimento que te da mais força para lidar com a rotina e com o seu amor próprio.

Por fim, uma frase do psicanalista britânico Wilfred Bion:

O que é a psicoterapia? Duas pessoas que se encontram em uma sala e conversam, ou não conversam. Isto parece tão simples, mas que se torna difícil de acreditar, como isso é complexo!

Quer saber um pouco mais? Leia também nosso texto sobre a diferença entre psicanalista, psicólogo e psiquiatra.

Terapia é um tabu?

Infelizmente, ainda hoje existe preconceito em relação à terapia e as suas vertentes. Por isso, muita gente acaba não procurando ajuda quando passa por um momento difícil. Mas, guardar sentimentos ruins para si, não é a melhor saída, pelo contrário, apenas piora as coisas e pode até trazer mais sintomas psicossomáticos.

Procurar ajuda profissional é o melhor caminho. Falar dos nossos problemas os tornam menores menores. Um profissional pode te ajudar a dar um novo sentido a isso, te ajudando com sua autoestima, consciência e confiança.

Através da terapia você pode mobilizar suas forças e fazer as mudanças necessárias. Ou seja, questões de trabalho, relação com o outro, família, afetos, depressão, tudo isso pode ser abordado no processo terapêutico.

Conheça o Zenklub

Sendo assim, se você passa por algum momento de dificuldade, não tenha medo de procurar ajuda.

No Zenklub você nem precisa sair de casa para encontrar um especialista de bem-estar emocional que irá trabalhar com você todas essas questões que abordamos aqui. A mudança só depende de você.

Este artigo foi útil?

4.05

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.