Você provavelmente já ouviu falar de algum Transtorno de Personalidade. Alguns são famosos, como TOC ou Transtorno Bipolar e, apesar de serem termos usados, muitas vezes, de maneira equivocada, são são transtornos reais.

O que são Transtornos de Personalidade

Os Transtornos de Personalidade são um grupo de doenças mentais em que os traços emocionais e comportamentais de uma pessoa são mal ajustados.

Mas o que exatamente é um traço de personalidade? É simplesmente um aspecto duradouro do comportamento de uma pessoa. Por exemplo: sua tendência à sociabilidade ou ao isolamento, à desconfiança ou à confiança nos outros, e assim por diante.

Um transtorno é diagnosticado quando esses traços de personalidade apresentam um “desvio” significativo em relação aos outros e são muito inflexíveis, prejudicando a adaptação da pessoa a situações do dia-a-dia e causando sofrimento e incômodo em seus relacionamentos pessoais e outras áreas de sua vida.

Hoje, existem diversos TP identificados. Vamos falar sobre os principais tipos e suas características mais marcantes:

Transtorno de Personalidade Paranoide

A principal característica do Trantorno de Personalidade Paranoide é a tendência à desconfiança de estar sendo explorado, passado para trás ou traído, mesmo que não haja motivos. Outros traços comuns a paranoides:

  • Não costumam expressar muito afeto, sendo considerado por muitos, uma pessoa fria e distante;
  • Sentimentos de hostilidade, irritabilidade e ansiedade são frequentes;
  • Medo excessivo de ser desprezado;
  • Tendência a guardar rancor;
  • Inclinação a distorcer e interpretar como maldosas as ações das pessoas;
  • Predisposição à autovalorização em excesso.

Transtorno de Personalidade Esquizoide

As pessoas esquizoides têm muita dificuldade de construir e manter relações pessoais e também de expressar emoções. Algumas características do Transtorno de Personalidade Esquizoide:

  • Poucas ou nenhuma atividade são prazerosas;
  • Frieza emocional, pouca expressão de sentimentos calorosos – de afeto ou raiva, por exemplo;
  • São indiferentes a elogios ou críticas;
  • Preferem atividades solitárias e criar suas próprias fantasias pessoais;
  • Não costumam ter amigos íntimos e nem interesse de ter essas amizades;
  • Costumam ser insensíveis a certas normas sociais, como respeito aos mais velhos e a pessoas que estão em luto.

Transtorno de Personalidade Esquizotípica

São pessoas excêntricas, têm crenças diferentes das comuns, experiências de ilusões e pensamentos e falas que “fogem da normalidade”. Conheça outras características da pessoa que sofre de Transtorno de Personalidade Esquizotípica:

  • Podem pensar que têm poderes como o de pressentir acontecimentos ou de ler pensamentos;
  • Podem ser supersticiosos e preocupar-se em excesso com fenômenos paranormais;
  • Falta de amigos e muita ansiedade no convívio social: preferem ficar sozinhos por acharem que são diferentes e não se encaixam;
  • Normalmente, não sabem lidar com os afetos e habilidades sociais necessárias para relações interpessoais bem-sucedidas e muitas vezes parecem interagir com os outros de maneira inadequada.

Atenção: os dois transtornos acima não devem ser confundidos com esquizofrenia, que é uma doença completamente diferente.

Transtorno de Personalidade Antissocial

São pessoas que têm o comportamento irresponsável, explorador e insensível, marcado pela completa ausência de remorsos. É desse transtorno que surgem psicopatas e sociopatas. Outros traços do Transtorno de Personalidade Antissocial:

  • Tendência a manipular os outros em proveito próprio;
  • Desrespeitam, abertamente, normas, regras e obrigações sociais;
  • São insensíveis aos sentimentos dos outros;
  • Estabelecem relacionamentos com facilidade, mas têm muita dificuldade em mantê-los;
  • Apresentam baixa tolerância à frustração e, facilmente, tornam-se agressivos e violentos;
  • Não são capazes de assumir a culpa do que fizeram de errado ou de aprender com as punições.

Transtorno de Personalidade Emocionalmente Instável (Borderline)

A instabilidade das emoções é o traço mais marcante deste transtorno. A pessoa borderline costuma ter variações rápidas e intensas no estado de humor de um momento para outro, sem um motivo aparente. Conheça outras características do Transtorno de Personalidade Borderline:

  • Relacionam-se de maneira muito instável: podem ter um grande apreço por uma pessoa e logo depois, desprezá-la;
  • São muito impulsivas,  principalmente em relação a gastos financeiros, comportamento sexual e abuso de álcool, drogas e outros vícios;
  • Rápida variação das emoções, passando de irritação para angústia e depois para um estado de depressão;
  • Comportamento autodestrutivo: podem ser suicidas ou se auto-mutilarem;
  • Sentimentos frequentes e duradouros de vazio e tédio;
  • Costumam apresentar constantes dúvidas a respeito de si mesmo, de sua identidade como pessoa, de seu comportamento sexual e de sua carreira profissional.

O TPB tem sido muito discutido e estudado nos últimos anos. Caso você queira conhecer mais sobre as características e sintomas desse distúrbio, escrevemos um artigo só sobre borderline.

Transtorno de Personalidade Histriônica

Pessoas com esse transtorno tem a tendência a serem dramáticas e sempre buscarem as atenções para si.

São imaturos e não conseguem encontrar uma maneira mais evoluída de lidar com o meio e outras pessoas. Outros traços da personalidade histriônica:

  • Buscam frequentemente elogios, aprovações e reafirmações dos outros;
  • São sedutores, manipuladores e exibicionistas;
  • Preocupam-se excessivamente com a aparência;
  • Expressam emoções exageradamente – muita intensidade com desconhecidos, acessos de raiva incontrolável, choro convulsivo em situações pouco importantes;
  • Sentem-se desconfortáveis em situações em que não são o centro das atenções;
  • Apesar da intensidade com que as expressa, suas emoções são superficiais e mudam facilmente.

Transtorno de Personalidade Narcisista

As pessoas com Transtorno Narcisista se julgam grandiosas e especiais. Por isso, desprezam e exploram os outros em suas relações sociais. Algumas características de narcisistas:

  • Constantemente preocupam-se com fantasias de sucesso ilimitado, poder, inteligência, beleza e amor ideal;
  • Acreditam que são superiores, especiais e únicos, esperando que os outros também o vejam dessa maneira;
  • Geralmente exigem admiração excessiva por parte de outras pessoas;
  • Não costumam ter empatia e têm dificuldade em compreender os desejos, experiências e sentimentos dos outros;
  • Apresentam atitudes esnobes, arrogantes e condescendentes.

Transtorno de Personalidade Dependente

São pessoas extremamente dependentes dos outros: elas precisam de outras para se apoiar emocionalmente e sentirem-se seguras. Conheça outras características das pessoas que têm Transtorno de Personalidade Dependente:

  • São incapazes de tomar decisões do dia-a-dia sem diversos conselhos e reafirmações de outras pessoas;
  • Frequentemente submetem suas próprias necessidades às dos outros;
  • Mesmo que estejam em seu direito, evitam fazer exigências;
  • Sentem-se desamparados quando estão sozinhos;
  • Têm muito medo de serem abandonados por pessoas com quem têm relacionamento íntimo;
  • São facilmente magoados por qualquer crítica ou desaprovação.

Transtorno de Personalidade Ansiosa

Podemos pensar nesse transtorno como a máxima expressão da Fobia Social. São pessoas inibidas, ansiosas e de autoestima baixa, além de serem excessivamente sensíveis a críticas e rejeições.

Outros traços comuns a essas pessoas com Transtorno de Personalidade Ansiosa:

  • Costumam ser tímidos e sentirem-se desconfortáveis em ambientes sociais, apesar de terem um anseio forte pelo contato social;
  • Magoam-se facilmente por críticas e desaprovações;
  • Não costumam ter amigos íntimos além dos parentes mais próximos;
  • Frequentemente experienciam sentimentos de tensão e apreensão quando expostos socialmente;
  • Exageram nas dificuldades existentes em atividades comuns, por estarem fora de sua rotina e zona de conforto.

Transtorno de Personalidade Obsessiva

As pessoas obsessivas têm uma forte tendência ao perfeccionismo, comportamento rigoroso, disciplinado e exigente, com elas próprias e com os outros. Conheça as principais características do Transtorno de Personalidade Obsessiva:

  • São formais, detalhistas e intelectualizadas;
  • Quase nunca estão satisfeitas com seu próprio desempenho, achando que sempre devem melhorar;
  • São pessoas indecisas e cheias de dúvidas;
  • Querem que as façam as coisas do seu jeito ou preferem fazer tudo por achar que os outros farão errado;
  • Dedicam-se excessivamente ao trabalho e negligenciam atividades de lazer com família ou amigos;
  • Costumam ser frios e não se expressar afetivamente;
  • São excessivamente corretos, respeitosos e cautelosos em relação às normas sociais.

Atenção: Não confunda o transtorno de personalidade obsessiva com o transtorno obsessivo compulsivo (TOC), são transtornos diferentes.

Transtornos de Personalidade têm cura?

Os Transtornos de Personalidade não têm uma cura conhecida. No entanto, com um diagnóstico correto e um tratamento adequado e eficaz, as características prejudiciais desses distúrbios podem ser controladas e amenizadas, garantindo uma boa qualidade de vida para as pessoas que têm os transtornos e os que fazem parte de sua vida.

Como diagnosticar?

Os profissionais que podem realizar adequadamente um diagnóstico de transtorno de personalidade são clínicos gerais, neurologistas, psiquiatras e psicólogos.

Eles podem identificar se você ou algum amigo e familiar tem traços característicos de um transtorno por meio de uma avaliação mental, análise de histórico médico e gravidade dos sintomas experienciados.

Como é o tratamento?

Uso de medicamentos

O uso de medicamentos não é sempre o mais indicado para tratar os sintomas dos diversos transtornos de personalidade. Somente um médico pode dizer se é ou não o método mais eficaz e, caso seja, qual remédio e a dosagem mais adequados, assim como quanto tempo deve durar esse tratamento.

No entanto, alguns alertas são extremamente importantes: sempre siga corretamente as orientações do seu médico e, em hipótese alguma, faça a automedicação.

Também não pare o uso do medicamento sem consultar seu médico antes.

Terapia

A  terapia é a principal forma de tratamento de pessoas que têm transtornos de personalidade.

Mesmo que o foco desse processo seja sempre controlar os sintomas, cada transtorno costuma ter uma abordagem de tratamento diferente.

A terapia pode ser individual, grupal ou familiar. (Se nunca fez terapia, escrevemos um artigo para você perceber melhor como é uma sessão de terapia.)

Na orientação psicológica, o foco do profissional é ajudar essas pessoas a enxergar  conflitos inconscientes que contribuem para causar os sintomas e traços característicos de seu transtorno, como a incapacidade de tomar decisões de vida importantes ou a incapacidade de iniciar e manter relacionamentos saudáveis e duradouros.

A terapia também ajuda essas a pessoas a se tornarem mais flexíveis e perceber como interpretam situações de sua vida, padrões de comportamento que prejudicam seu cotidiano, afetam o seu convívio e suas percepções de si mesmas e do mundo.

O tratamento terapêutico pode ser muito eficaz em ajudar a pessoa com transtorno de personalidade a desenvolver maneiras mais saudáveis de controlar suas emoções e lidar melhor com dificuldades, reduzindo o seu sofrimento em vez de aumentá-lo.

Aqui no Zenklub, temos diversos psicólogos especializados em diferentes tipos de terapia e abordagens, para te ajudar a compreender e controlar seus comportamentos e emoções que prejudicam sua rotina e relações pessoais.

Este artigo foi útil?

4.33

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub