Escutar em audio
Voiced by Amazon Polly

A falta de atenção no momento presente é algo constante na nossa rotina. Dificilmente estamos 100% atentos às tarefas que estamos executando ou ao que alguém está falando. Ok, sabemos que não é tão simples se considerarmos tantos estímulos que recebemos, mas o que você vai ver aqui é que o Mindfulness vem provar que é possível fazer mudanças nesse comportamento.

De acordo com a universidade de Harvard, que publicou um estudo recente, nossa mente está dispersa e distraída em nossos pensamentos durante praticamente 47% do tempo. É como se metade da vida estivéssemos pensando no passado e no futuro, esquecendo o presente.

Essa dispersão provoca diversos outros sintomas e problemas relacionados ao bem-estar, como ansiedade e o estresse, além de prejudicar a nossa felicidade com as conquistas e momentos presentes.

Mindfulness parece complicado, mas já é possível vê-lo em rodas de conversas corporativas no trabalho ou em grupos focados em bem-estar emocional. Por isso, vamos explicar como essa prática cientificamente comprovada funciona e como você pode aplicá-la no dia a dia.

O que é o mindfulness?

O Mindfulness significa “estado mental alcançado quando se foca a consciência no momento presente, enquanto calmamente se reconhece e aceita seus sentimentos, pensamentos e sensações corporais”.

Ou seja, é você deixar de lado as distrações, pensamentos externos e sentimentos anteriores, para intencionalmente sentir, ouvir, viver plenamente a situação presente.

O exercício de Mindfulness é intencional, pois é preciso dedicação e autorregulação por parte de cada indivíduo para se alcançar os resultados. Então, podemos dizer que as técnicas de mindfulness são basicamente atividades que conectam ação e pensamento.

Outro ponto interessante é que o Mindfulness também é conhecido como a Psicologia da Atenção Plena, em que o psicólogo trabalha a disciplina da mente com o objetivo de aumentar o foco.

Quais os benefícios do Mindfulness?

O Mindfulness é uma ferramenta acessível, como vamos mostrar mais a frente, e pode trazer diversos benefícios para a sua saúde e para o seu dia a dia. É difícil resumir essa lista, mas separamos os 10 principais itens que a prática de mindfulness irá te proporcionar:

  • Ajuda a desenvolver a inteligência emocional e a empatia;
  • Aprofunda o seu autoconhecimento;
  • Aumenta a sua capacidade de concentração;
  • Contribui para o controle do estresse e da ansiedade;
  • Reduz os riscos de insônia;
  • Melhora os seus relacionamentos pessoais;
  • Reduz o envelhecimento do cérebro;
  • Aumenta a sua capacidade de memória;
  • Diminui o impacto de pensamentos negativos;
  • Incentiva a sua criatividade.

Todos esses aspectos podem ser aplicados na vida pessoal e profissional, por isso a técnica de mindfulness é tão disseminada entre profissionais e estudantes.

Mindfulness e a psicoterapia

Como já comentamos aqui o Mindfulness também pode ser reconhecido como uma vertente entre as terapias. Isso porque, muitos dos benefícios que listamos que surgem a partir da prática podem ajudar no tratamento de transtornos como a ansiedade, síndrome de Burnout e até da depressão.

Vale lembrar que apenas o Mindfulness não substitui nenhuma etapa do tratamento, ele é apenas mais uma ferramenta acessível a profissionais da psicologia e psiquiatria para trabalhar durante um tratamento.

Quem é Jon Kabat-Zinn?

Quando você busca na internet sobre Mindfulness, sem dúvidas você irá encontrar referências a Jon Kabat-Zinn. Kabat-Zinn é um médico e professor americano, fundador da Stress Reduction Clinic, em Massachusetts, e um dos pioneiros no desenvolvimento de pesquisas para a experimentação da meditação Mindfulness.

A importância de falarmos sobre Kabat-Zinn, além da sua referência como especialista no assunto, é que muitas pessoas têm preconceito com o Mindfulness por acreditarem – erroneamente – que a técnica é associada a religião, como o Budismo.

Kabat-Zinn e outros estudiosos, buscam compreender a técnica e não apresentam o Mindfulness como uma meditação comum de práticas religiosas, mas sim de prevenção e redução do estresse. Sua teoria, ensinamentos e estudos podem ser aprofundados em seu livro “Wherever You Go, There You Are: Mindfulness Meditation in Everyday Life.”.

Há outros autores renomados e especialistas que apresentam ao leitor mais detalhes sobre o assunto também, como Mark Williams, Phd e professor na Universidade de Oxford, e Tiago Tatton, brasileiro Phd e pioneiro no país.

Como praticar mindfulness?

Separamos um passo a passo com sete exercícios para você possa experimentar o Mindfulness:

Preste atenção na sua respiração

Aqui a ideia é que você consiga perceber como o ar entra e sai ao realizar a respiração. Com esse exercício, que pode ser feito assim que acordar e ao longo do seu dia, você irá conseguir perceber como ela se altera e como ela interfere em suas ações. O encontro com a sua respiração também é um encontro com você próprio.

Exercite a sua capacidade de ouvir

Quantas vezes você já não concordou ou discordou de algo que alguém está falando, antes mesmo que essa pessoa termine de falar? O Mindfulness propõe que você escute, absorva e pense no que está sendo dito, antes de emitir uma opinião rasa ou superficial.

Repare na sua forma de comer

Comer não é apenas o ato de satisfazer algum desejo ou de se manter vivo, por isso, tenha calma ao se alimentar, repare quais os cheiros e texturas daquilo que está te alimentando, cuide da sua mastigação e perceba o trabalho do seu corpo durante a refeição.

Perceba como você anda

Você já reparou como você anda? E como você corre? Durante essa atividade tão rotineira, nem nos damos conta de como estamos pisando, respirando, caminhando ou correndo. O ato de andar parece simples, mas ele envolve diversas partes do seu corpo, então que tal perceber qual a sua atitude?

Hábitos rotineiros

Todo mundo faz xixi, toma banho e escova os dentes todos os dias, mas você já percebeu onde vai o seu pensamento enquanto pratica essas ações? E por que não se concentrar somente em executar essas atividades, sem pensar em outras tarefas passadas ou que ainda nem aconteceram?

Perceba o ambiente que você está

A vida é convivência diária com múltiplas personalidades, humores e estados de espírito. Por isso, sinta o que está sendo vibrado ao seu redor e tenha respostas mais assertivas.

Faça breves pausas

A gente corre tanto que esquece de absorver as sensações e benefícios do que acabamos de executar e já partimos para a próxima. Ter proatividade ajuda a ter mais dinamismo, mas também nos deixa cegos para comemorar pequenas conquistas ou aprender com possíveis erros.  

Mindfulness no trabalho: como praticar?

Após as dicas mais gerais, que podem ser aplicadas tanto no dia a dia da vida pessoal quanto em breves momentos no trabalho, vamos agora entender de forma mais assertiva como você pode melhorar no trabalho com essa técnica.

Deixe a vida pessoal do lado de fora do trabalho

É difícil desvincular os problemas pessoais do tempo que passamos no trabalho, e vice e versa. Mas é de extrema importância para manter a sua atenção plena no momento presente, que você afaste momentaneamente esses pensamentos, para resgatá-los apenas na hora que realmente você puder resolver ou agir, ou seja, após o expediente.

Respire fundo

Antes de iniciar as suas atividades, reserve cinco a dez minutos para respirar e para entender como está a sua respiração. Isso irá ajudá-lo a trazer calma e concentração para começar as tarefas.  

Esqueça as distrações

Se você sabe que o celular e as rede sociais atrapalham a sua concentração, tente deixar o aparelho de lado. Se a tarefa for realmente difícil de cumprir, basta desativar as notificações durante a execução da suas tarefas e retomar ao vício digital nos momentos de pausa.

Planeje a sua agenda e tarefas

Fazer um monte de tarefas ao mesmo tempo não te torna um profissional proativo ou competente, por isso, antes de começar a trabalhar, monte uma lista com as suas prioridades, verifique seus e-mails e a sua agenda de compromissos.

Ainda sobre os e-mails

A caixa de entrada dos nossos e-mails parece interminável e muitas vezes a tarefa de sempre verificar pode nos distrair de outras atividades que precisamos executar naquele momento. Especialistas dizem que separar apenas dois momentos ao dia para atualizar os e-mails é suficiente, mas, caso isso não se aplique a você, tente criar uma rotina de periodicidade para ler e responder.

Reuniões mais produtivas

Quantas vezes você já não ouviu a frase “essa reunião poderia ser um e-mail”, e isso acontece pela falta de foco e estratégia das pessoas ao marcarem esses encontros. Facilite o seu tempo e deixe as reuniões mais produtivas estabelecendo prioridades, responsabilidades e tópicos a serem resolvidos.

Recarregue as energias

A cada uma ou duas horas, ou até quando terminar uma tarefa cansativa, faça pequenas pausas de três a cinco minutos para não sobrecarregar o seu corpo e a sua mente. Aqui vale refazer os exercícios de focar na qualidade da sua respiração que comentamos acima.

Como começar a praticar o Mindfulness?

Além das técnicas mais imediatas que trouxemos como dica por aqui, podemos indicar também que você busque ajuda com o seu terapeuta para que ele te oriente a adaptar essa prática da melhor forma possível na sua rotina.

Caso você ainda não tenha um especialista que possa te ajudar nessa tarefa, nós, do Zenklub, temos bons profissionais na nossa plataforma disponíveis para atendimentos de onde você estiver e quando você puder, em sessões por videoconsulta. Agora, pelo visto, acabaram as desculpas, não é? Desafie-se a viver melhor hoje mesmo.

 

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub