Seres humanos possuem a capacidade de desenvolver e criar relações únicas com outros seres. Todo esse mecanismo de interação social, exige muito das nossas habilidades sociais, para nos comunicar, vivenciar, enfrentar, reagir, sentir e expressar.

Mas por que tanto se fala que precisamos desenvolver nossas habilidades sociais para ter sucesso e ser bem-sucedidos na vida pessoal e profissional? Bom, é verdade que existem diferentes pontos de vista para avaliar tudo isso, então vamos esclarecer por aqui qual a importância de estarmos conectados às nossas habilidades e como isso pode fazer diferença na nossa vida e no nosso bem-estar emocional.

O que é habilidade social?

No dicionário, habilidade é a qualidade daquele que é hábil; é capacidade, inteligência, destreza, astúcia e aptidão. Já social, refere-se ao que diz respeito à sociedade ou a uma sociedade comercial, aquele que tem tendência a viver em uma sociedade (sociável X insocial).

Na prática, habilidade social é um conjunto de requisitos que podemos desenvolver e adotar como ferramenta de se conectar e interagir com as pessoas ao seu redor. Ou seja, são as nossas respostas que emitimos e que julgamos apropriadas para atingir um determinado objetivo.

Essas habilidades são transformadas com o tempo e adquiridas de acordo com as nossas relações e interações com o mundo. Por isso, não há uma única maneira de ser habilidoso socialmente.

Dessa forma, podemos compreender que a habilidade social passa por diversos momentos do nosso cotidiano e pode ser identificada pela nossa capacidade de demonstrar empatia, fazer amizades ou outras relações, demonstrar destreza profissional, assertividade, civilidade, autocontrole e outras referências.

Habilidade e as relações

Quando falamos em relações interpessoais, ou seja, aquela que você interage com uma ou mais pessoas, vale lembrar sobre o conceito de adequação social que todos nós precisamos considerar na hora de nos comunicarmos e nos expressarmos.

Isso porque, quando convivemos em grupo somos colocados em contextos pré-definidos com regras de boa convivência e de civilização. Ou seja, estamos falando dos limites e do respeito ao próximo, que pode parecer um tanto quanto óbvio, mas que não nos cansamos de ver e ouvir por aí eles serem desrespeitados.

E essa coerência entre habilidade e as relações podem ser elevadas a qualquer âmbito das nossas vidas,como já mencionamos, seja pessoal ou profissional, por isso que associamos pessoas com boa habilidade social a sucesso e alta performance.

Tipos de habilidades sociais

Então, para entender melhor o que são essas tais habilidades, vamos definir os 6 tipos de habilidades configuradas por estudos:

  • Habilidades comunicativas: é a capacidade de saber conversar, desde iniciar um diálogo, a responder perguntas ou fazer um simples elogio ou comentário;
  • Habilidades de civilidade: é saber se apresentar, despedir e agradecer;
  • Habilidades assertivas: é se manifestar de forma equilibrada, conduzindo bem críticas e reconhecendo erros;
  • Habilidades empáticas: empatia é ter a capacidade de se colocar no lugar do outro para reconhecer suas necessidades e sentimentos;
  • Habilidades de sentimento positivo: relaciona-se aos seus vínculos interpessoais como a amizade e a capacidade de ser solidário;
  • Habilidades de trabalho: resistir ao medo de falar em público, saber tomar decisões, resolver problemas e propor soluções, e trabalhar em equipe

Não estamos dizendo que é fácil reunir todas essas capacidades em um único ser, mas precisamos ter a dimensão do que se propõe a ser habilidade social para podermos partir para a etapa de como desenvolvê-las.

Treinamento de habilidades sociais

Reservamos aqui 10 dicas de como você pode treinar e intensificar o seu desenvolvimento das suas habilidade sociais, seja na vida pessoal, com seus amigos e família, ou no mercado de trabalho, com seus colegas de trabalho e lideranças.

Saiba se expressar

Procure ser claro para transmitir as suas mensagens, e isso vale tanto para sua expressão verbal quanto a corporal. Toda a nossa expressão reflete muito no que queremos emitir.

Não julgue

O princípio de ter uma mente aberta, livre de julgamentos, estereótipos e preconceitos nos ajuda a melhorar a nossa capacidade de adaptação a diferentes ambientes.

Pratique a empatia

Saber ouvir, compreender e se colocar no lugar do outro é uma das capacidades mais valiosas para as relações humanas.

Aprenda a ouvir

Falando em saber ouvir, você já percebeu que quando você está escutando alguém, você pouco absorve, pois está pensando em diversas outras coisas ou simplesmente formulando o que vai responder? Aprenda a escutar ativamente e comece a perceber todas as influências que o poder da fala do outro pode ter para você.

Administre suas emoções

Aqui vai o princípio básico de desenvolver a sua inteligência emocional, que é a sua capacidade de compreender e administrar os seus sentimento, e, por consequência, as suas reações. Quem possui inteligência emocional sabe reconhecer seus possíveis momentos de tensão e seus pontos emocionais fortes e fracos diante das situações.

Tenha paciência

Pessoas pacientes evitam diversos sintomas de estresse, ansiedade e sabem gerir melhor suas expectativas. Uma boa técnica para ser alguém mais paciente é praticando o método de meditação mindfulness, que te coloca em contato com o momento presente.

Pense positivo

Ser negativo muda a forma de vermos o mundo e de reagir às diferentes situações. Ser positivo ou simplesmente otimista traz mais bem-estar emocional para nós e para as pessoas que convivemos.

Seja educado

Gentileza e cordialidade são características importantes em qualquer relação. Mesmo não parecendo uma premissa difícil de se ter, a educação é muitas vezes um fator que nos diferencia em uma sociedade.

Assertividade

Talvez você não saiba exatamente o que nos faz ser assertivo, mas imagine-se em uma situação de opiniões diferentes das suas, em que você reage expressando a sua opinião de forma adequada, sem ferir ou julgar alguém, e respeitando as opiniões dos outros. Sim, isso é ter uma postura assertiva.

Saiba negociar

E saber negociar não é apenas uma habilidade profissional, você precisa negociar muitas decisões na sua vida pessoal também. A negociação pode terminar com um conflito e deixar as suas relações mais harmoniosas.

Como conseguir ajuda?

Como você pode ter percebido, muito das suas habilidades sociais dependem dos ambientes que somos colocados, para elas serem desenvolvidas. Você pode inclusive se esforçar sozinho para desenvolvê-las dentro da sua realidade, mas, na dúvida, há profissionais, como os psicólogos e coaches, que podem colaborar com o processo.

O coaching, para quem não conhece, é uma metodologia utilizada para desenvolver melhor o potencial que existe em cada um de nós. E esses especialistas, e os psicólogos, podem, a partir da experimentação, vivência e análise das suas características, indicar quais as melhores ferramentas para que você alcance esse objetivo.

Então, se você deseja realizar esse treino de habilidades e melhorar as suas relações e os ambientes que você convive, não deixe de pôr em prática as nossas dicas ou de encontrar um especialista para ajudá-lo nessa tarefa.  

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub