Você sabe o que é ESG? Essa é uma abordagem que vem sendo trabalhada aos poucos, normalmente de forma individualizada. Ou seja, cada vez mais as empresas investem tempo e recursos para trabalhar cada um dos itens que compõem a sigla.

A sustentabilidade nas empresas tem se tornado uma importante pauta desde meados de 2005, especialmente com a criação do relatório Who Cares Wins. Afinal, essa é uma pauta que vêm ganhando cada vez mais espaço na sociedade de modo geral.

Mas, já não basta falar apenas sobre sustentabilidade nas empresas. Hoje, é cada vez mais necessário criar planos para trabalhar todas as partes do ESG, de forma unificada.

Por isso, vamos entender melhor sobre o que se trata essa nova tendência.

Mas afinal, o que significa ESG?

ESG é a junção de três siglas de palavras que representam uma preocupação para as empresas atuais, são elas:

  • Environmental (ambiente);
  • Social (social);
  • Governance (governança).

Para as empresas, a junção dessas siglas representa a necessidade e importância de trabalhar estes temas de forma unificada. Ou seja, dar a mesma importância para cada um deles.

O que é ESG na prática, tem haver com investimentos que a empresa recebe, pelos interesses que desperta no mercado e nos investidores.

Mais do que isso, significa estar atento às necessidades do mercado, e oferecer exatamente aquilo que se espera.

ESG significa especialmente, sustentabilidade, em todos os níveis, principalmente, em relação a sustentabilidade da empresa.

Ou seja, é uma forma dos investidores avaliarem se a empresa consegue se sustentar em tempos de crises sociais e ambientais, por exemplo.

Vamos agora conhecer a fundo o significado e como aplicar cada um desses pilares. Para isso, vamos conhecer melhor a sigla ESG: environmental, social and corporate governance

Environmental (ambiente)

Está ligado com o cuidado com o ambiente. Ou seja, entender que os recursos naturais são finitos, que na mesma proporção que são retirados da natureza, devem ser devolvidos.

Afinal, sem recursos a empresa precisa não pode sobreviver. Esse pilar é muito importante e podemos apontar dois principais benefícios desta prática. São eles:

Recursos sustentáveis: cada vez mais as pessoas têm buscado por produtos que sejam descartáveis, biodegradáveis. Além disso, buscam por empresas que cuidem do meio ambiente. O sustentável hoje está no topo do índice ESG. Ou seja, é uma preocupação não só dos investidores, mas também dos clientes e da sociedade em geral.

Gera valor social: best practices são vistas e reconhecidas por todos. Ou seja, todas as boas práticas que uma empresa tem, são reconhecidas no mercado. Isso as torna competitivas e atrai os olhares de investidores.

É uma forma da empresa mostrar que se importa em dar de volta para a sociedade. Não só em produtos físicos, mas também, em qualidade de vida. É a preocupação com a vida social.

Social

Esse ponto é onde as empresas investem em programas de desenvolvimento para os colaboradores, e principalmente, em um ambiente de trabalho saudável.

Um ambiente de trabalho saudável é o ponto principal para que a empresa cresça. Afinal, as pessoas são os bens mais importantes de todas as empresas. Dentre os principais benefícios de focar no social estão:

Saúde mental: este tema deve ser pauta em todas as empresas. Oferecer ambientes de trabalho saudável aos colaboradores, é ajudar a empresa num todo. Um ambiente de trabalho saudável é principalmente aquele que oferece programas de cuidados e bem estar. Cuidar da saúde física e mental, ajuda a reduzir índices de ansiedade, estresse e depressão, por exemplo.

Sentimento de valorização: quando as pessoas percebem que a empresa se preocupa com eles, com sua saúde, seu bem estar, eles passam a se importar mais com a empresa também. Ou seja, ele vai desejar fazer parte daquela equipe, e também vai se esforçar para alcançar os objetivos da empresa.

Qualidade de vida: não só a saúde mental deve ser pauta, mas também, a qualidade de vida dos colaboradores. Por isso, é preciso ter respeito às diferenças, às diversidades, ser um ambiente inclusivo e justo.

Governance

Este é um item básico, deveria sempre ser prioridade em todas as empresas. Basicamente é um trabalho ético, pautado na lei. Governance significa uma forma de administrar, com base na relação entre as partes.

Ou seja, é a preocupação com o cumprimento das leis, respeito à privacidade, e fazer parte da luta no combate à corrupção.

Nesta etapa é que a empresa destaca seu marketing, mostra não só os produtos sustentáveis que tem, mas também, a vida empresarial sustentável que criou.

O marketing no ESG é o que atrai os investidores, e é preciso colocar a sua empresa no topo. Isso só é possível, quando a empresa sabe o que é ESG, e sabe também como aplicar.

Por que o ESG é alvo de investimento?

Os investidores estão em busca de empresas que, ao mesmo tempo em que se preocupam com o produto oferecido, do mesmo modo conseguem se manter e sustentar em meio às adversidades.

São empresas confiáveis. Ou seja, empresas que conseguem se sustentar e que serão rentáveis a longo prazo. A base de investimento está diretamente ligada ao retorno financeiro que se terá.

Dessa forma, quanto melhor o ESG dentro de uma empresa, melhores serão os seus resultados, e também, o seu posicionamento no mercado.

Segundo a consultora Deilotte, as empresas que aplicaram o ESG nos últimos anos, tiveram um aumento de investimento de 75%. Ou seja, isso garante a saúde financeira da empresa, levando-a a outro patamar.

A importância dos recursos humanos nesse processo

Acima de tudo, as pessoas hoje buscam por produtos sustentáveis. A saber, são aqueles que reduzem os impactos no meio ambiente, que cuidam das alterações climáticas, que proporcionam qualidade de vida à comunidade.

O foco das empresas deve sempre estar ligado ao que o mercado necessita, ao que as pessoas querem, a fim de se manter competitivo no mercado. Da mesma forma que é preciso entregar esses tipos de produtos, também é necessário transformar o ESG em uma cultura empresarial e social.

Ou seja, as empresas devem abordar o ESG como parte da cultura, e devem, inclusive, usar como base para o desenvolvimento das políticas e estratégias da empresa.

Isso fará com que os colaboradores fiquem mais engajados, diminuindo também os índices de rotatividade, consequentemente, aumentando o faturamento.

Rotatividade de funcionários, é prejuízo para a empresa. Por isso, é essencial oferecer benefícios atrativos, para que, os colaboradores não só queiram permanecer na empresa, como desperte interesse de quem está fora.

Os resultados de uma abordagem ESG bem aplicada

Nós já vimos que os benefícios são muitos, porém, é preciso trabalhar com um plano de ação que consiga medir os resultados da aplicação dessa abordagem.

Boas práticas empresariais, cuidado com a saúde do trabalhador, e um bom plano de marketing, são estratégias de sucesso para as empresas.

Dar a mesma ênfase em cada uma dessas siglas do ESG, de forma igual, é o que trará os resultados esperados.

Um exemplo da importância de se utilizar essa abordagem é o contexto atual. Ou seja, um cenário de pandemia que causou muitos prejuízos financeiros e psicológicos para os trabalhadores e as empresas, mostra que, de fato, as empresas que têm um ESG bem desenvolvido, conseguiram sobreviver em meio ao caos.

Saber que o olhar dos investidores está voltado para as empresas que se preocupam com sustentabilidade, com educação, com saúde dos trabalhadores, salários justos, combate a corrupção, e respeito aos direitos humanos e sociais, é saber exatamente onde investir os esforços para alcançar sucesso.

Conheça o Zenklub

Por isso, é importante que as empresas mudem o mindsetting e os relacionamentos com seu funcionário. Para isso, a liderança tem que ser treinada para agir com respeito a individualidade.

Isso ajuda a criar um lugar de equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Parece difícil? O Zenklub conta com uma plataforma completa: somos um benefício de saúde emocional para o seu funcionário e um parceiro de inteligência estratégica para você. 

Então, se você faz parte de um time de RH e gostaria de dicas de como melhorar sua empresa, marque uma conversa com o nosso time.

Este artigo foi útil?

3.16

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.