Validando e superando dores emocionais

09 outubro, 2020 |

Você já votou neste post

Onde ouvir também:

Conversamos com Daiana Garbin, jornalista e criadora do portal de conteúdo Eu Vejo, sobre o caminho de validação e superação de dores emocionais. Ouça o episódio do Zencast e saiba mais sobre o assunto.

Muita gente acredita que o caminho para a cura das nossas dores emocionais se resume em superação. Na verdade, muitas dessas dores precisam ser identificadas e validadas antes de qualquer coisa. É sobre isso que Daiana começa falando nesse episódio do Zencast: a fonte das nossas dores emocionais e como às vezes é difícil reconhecê-las.

Foi assim que Daiana começou o Eu Vejo. Ela passou a enxergar muitas mulheres sofrendo com relação a sua imagem corporal e sem entender de onde esse sentimento vinha.

A gente está vivendo um momento de sociedade do espetáculo que supervaloriza o corpo e a imagem perfeita e associa isso a felicidade e sucesso.

E enxergar uma dor realmente parece ser o primeiro passo para entendê-la. No caso da Daiana, depois que ela começou a voltar sua atenção para essa relação com a alimentação, conseguiu perceber outros aspectos do problema. Por exemplo, o fato de homens também sofrerem com isso e o fato de esse problema muitas vezes ter origem na infância.

De todos os e-mails que eu recebo com relatos e pedidos de ajuda, 50% tem a ver com traumas na infância.

Segundo Garbin, esse mundo novo de infinitas possibilidades traz liberdade, mas também traz angústia. Quanto mais opções se tem, mais existe a pressão de escolher a certa, o que gera ansiedade

Como superar dores emocionais?

Daiana deixa uma dica pessoal:

Não busque uma vida plena e perfeita. Não existe ser humano sem dor. Acolha o que você sente com autocompaixão.

E reconhecendo essas dores emocionais, busque a ajuda de um especialista. Apesar de muita gente ainda ter medo ou vergonha de procurar um profissional, essas situações são muito particulares e precisam ser trabalhadas da forma correta, com a ajuda de pessoas especializadas.

Convidado

Daiana Garbin

Jornalista e criadora do Canal Eu Vejo, Daiana Garbin advoga pela busca pessoal de cada um por propósito e autoconhecimento. Também é autora do livro “A vida perfeita não existe”.

Mostrar comentários

Deixe seu comentário

13524