Pensar que não se é mais tão jovem, e que sua trajetória de vida não foi exatamente do jeito que você imaginou que seria, é algo muito comum para quem está na fase dos 30 anos.

“Como assim o tempo passou tão rápido? E as minhas expectativas desde os 20 anos? Não consegui fazer tudo que eu planejava fazer”.

Se você anda se questionando muito sobre esse tema, pode ser que esteja passando pela tão famosa Crise dos 30 anos.

Como a crise dos 30 anos acontece?

A crise dos 30 anos pode acontecer aos poucos ou de forma repentina. Aparece de repente uma insatisfação inexplicável, questionamentos existenciais sobre a carreira e a vida pessoal, dúvidas sobre as escolhas que fez ao longo dos anos.

Além disso, a disposição já não é a mesma, a pele e o cabelo começam a apresentar os sinais de maturidade. As noites de sono começam a mudar, preocupações e questionamentos sobre o que fazer da vida são muito presentes.

Mas, o ponto crucial, é que quem está na faixa dos 30, começa a ter muitas dúvidas internas e a refletir sobre a sua trajetória de vida, passando a ficar diante de muitas possibilidades sobre as decisões que já foram tomadas, e isso ganha um peso, muitas vezes difícil de suportar.

Quais os sinais de que você está na crise dos 30 anos?

Esse período apresenta características particulares, a sensação de que o tempo passou mais rápido do que deveria, levantando muitas questões. Confira:

  1. A sua opinião mudou muito sobre ideias, gostos, hábitos, atividades, ou até mesmo sobre seu trabalho;
  2. Sente uma cobrança interna para se casar, ou se separar, ganhar mais dinheiro, ter uma vida mais estável e bem-sucedida;
  3. Há algo que te deixa frustrado, algo que não parece estar certo, fazendo assim você se sentir angustiado;
  4. Muitos sonhos antigos acabam ficando de lado, pois você pensa que já passou do tempo de realizá-los; 
  5. Você começa a se perguntar se realmente gosta daquilo com que está trabalhando.

Então, se você confirmou que está com alguns itens da lista, é bem provável que esteja passando pela crise dos 30.

Contexto que vem da Geração Y e/ou Milennials

Recentemente o assunto sobre gerações veio à tona, trazendo consigo muitos memes e questionamentos. Nascidos entre 1981 a 1999 fazem parte da “Geração Y” ou dos “Millennials”, portanto você que está na faixa dos 30 anos é considerado um Millennial. 

Além disso, essa geração foi marcada por crescer em meio ao desenvolvimento tecnológico e urbano. Características como multitarefas, criatividade, grande poder de influenciar pessoas, foco maior em diversão, bem-estar e questões sociais.

Por outro lado, é uma geração de indivíduos mais insatisfeitos, tendem a ser mais ansiosos e impulsivos, e diferente da geração anterior, são mais questionadores e não seguem o fluxo sem contestar. Desejam crescimento profissional e financeiro rápido.

Pesquisas apontam que os Millennials preferem gastar dinheiro em experiências e não com bens materiais. Criaram um estilo de vida caro e acumularam poucas coisas que poderiam ser utilizadas para a estabilidade financeira — Apenas 37% dos Millennials possuem uma casa própria.

Então, outro ponto, é o “Burnout“, que significa “distúrbio psíquico causado pela exaustão extrema, sempre relacionada ao trabalho do indivíduo”. De acordo com um estudo do Journal of Community Health, cerca de 95% dos Millennials relataram já ter sofrido com Burnout, e outros 75% dizem se sentir mentalmente exaustos. Desde 2013, a Geração Y observou um aumento de 47% nos diagnósticos de depressão. 

É neste contexto que os indivíduos que estão vivendo seus 30 anos podem vir a ter uma crise, questões como ter uma casa própria, financeira, relacionamentos, carreira e propósito são temas que “batem na porta” nesta fase da vida, seja por cobranças pessoais ou sociais. 

Independente da motivação e da terminologia, na crise dos 30 é muito importante estar atento a como você tem lidado com esses temas. Observe se de alguma sente que precisa de ajuda e apoio emocional e profissional.

O papel do autoconhecimento nesse processo

Buscar ajuda para se entender é o caminho ideal para lidar com crises, que acontecem em várias fases da vida. Sua consciência sobre si, com o passar dos anos, pode ter mudado muito. 

Em uma crise, você se coloca frente a frente com todas as suas dúvidas e todos os seus questionamentos. O autoconhecimento pode te ajudar a entender quais são 

suas características, forças e fraquezas e assim como lidar melhor com suas questões, expectativas e planejamento de vida. 

Como dito antes, quem está passando pela crise dos 30 geralmente começa a levantar muitas dúvidas internas, como se não se conhecesse mais após alguns anos, ou seja, o autoconhecimento é fundamental para que você adquira novamente seu bem-estar e retome o controle da sua vida, sabendo do que te faz se sentir realizado e completo, e do que você precisa no momento.

Como a Psicoterapia pode te ajudar

O Psicólogo irá te ajudar nesse processo de autoconhecimento, ele irá te ensinar meios e métodos para que você desenvolva. Esse profissional através da Psicoterapia irá te ajudar a ter mais controle sobre sua própria vida, assim fazendo você tomar as melhores decisões, e saber do que precisa no momento.

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e preocupações. Você pode conversar comigo sobre autoconhecimento, desmotivação profissional, ansiedade, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende sua sessão comigo agora.

Este artigo foi útil?

4.64

Você já votou neste post

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Psicólogo com experiência em Gestão de Pessoas e Atendimento Clínico, Formado em Administração/Processos Gerenciais pela UNINTER e em Psicologia pela INESUL, é Especialista em Gestão de Pessoas e em Terapia Cognitiva Comportamental. Profissional/psicólogo do Zenklub desde 2019, criador da página @esepararprapensar na qual divulga conteúdos voltados à reflexão e promoção de saúde mental. CRP: 08/29800.