É comum terminarmos o ensino médio sem saber muito bem que carreira seguir, assim como para outras pessoas, essa dúvida já vem diante de alguns anos atuando no mercado de trabalho e percebendo que nem tudo é como se pensou, e fica faltando motivação e felicidade no trabalho. O teste vocacional vem com uma proposta interessante para quem se enquadra nesses perfis, ou para quem simplesmente quer se conhecer melhor e avaliar as suas habilidades.

Mas você sabe exatamente para que serve um teste vocacional? Quais apontamentos ele pode indicar que podem mudar a sua forma de agir ou pensar? Onde e como posso fazer um teste vocacional? Como se dá em um processo de transição de carreira? É isso que vamos conversar, junto com as informações e visões da especialista e psicóloga do Zenklub, Márcia Costa.

O que é teste vocacional?

O Teste Vocacional é um instrumento que faz parte da Orientação Vocacional, em que é possível identificar a compatibilidade do indivíduo com as áreas existentes no mercado de trabalho e o seu perfil motivacional.

A Orientação Vocacional, que também é chamada de Orientação Profissional, é o acompanhamento psicológico ideal para quem está em momento de transformação na área profissional e tem como objetivo não só avaliar, mas também auxiliar em momentos de conflitos e incertezas, entendendo os  valores que regem a vida da pessoa, suas expectativas e habilidades, bem como olhar para o mercado e fazer escolhas com responsabilidade, e resgatar uma visão de futuro. Dessa forma, há mais chances de realização profissional evitando perdas com mudanças de curso ou abandono de carreira.

Por que fazer um teste vocacional?

O processo de decisão profissional é complexo e pressupõe que a pessoa tenha conhecimento de si próprio, da sua maturidade, e informação escolar e profissional que possa sustentar sua decisão. Sendo assim, nos deparamos com situações em que as consequências de futuras profissões podem ser favoráveis ou gerar desapontamentos.

O teste vocacional surge como uma opção e ferramenta para embasar essas escolhas e torná-las mais assertivas e menos propensas a sofrerem mudanças no percurso. Isso não quer dizer que todas as pessoas que fazem o teste vocacional ficam 100% seguras com as escolhas, afinal, muitas mudanças acontecem no caminho de todos nós que podem interferir esse processo profissional.

Para os jovens, o teste vocacional surge como um instrumento de segurança em meio a tantas decisões importantes que acontecem simultaneamente, como a escolha de uma carreira, desafios pessoais, posicionamento social e questões emocionais.

Quem pode fazer o teste vocacional?

Estudantes e Profissionais que estão em momentos de conflitos e incertezas com relação à carreira, que querem enfrentar os obstáculos de forma mais consciente e aumentar a compreensão das perspectivas de uma visão de futuro.

Como funciona o teste vocacional?

O teste vocacional deve ser aplicado por um especialista no assunto, e, geralmente, é realizado por um psicólogo com experiência em autoliderança, carreira e outros assuntos afins, em sessões de orientação vocacional. Essa orientação pode ser feita em grupo ou individual.

Há diversas opções de testes vocacionais online disponíveis na internet que também já ajudam nessa orientação. De qualquer forma, vale lembrar que um aprofundamento no assunto só poderá ser conquistado com a mediação profissional.

As sessões de orientação vocacional, incluem a aplicação do teste vocacional, tem como objetivo focar na estrutura da pessoa, para que possa ser compreendida toda a sua complexidade e entendimento de personalidade, maturidade, anseios e propósitos. A partir dessa análise, dita pelo especialista, é possível propor uma espécie de “diagnóstico vocacional”.

Para que serve o teste vocacional?

Há diversos benefícios que o teste e a orientação vocacional podem oferecer, entre eles:

  • Identificar interesses, gostos, valores e potencialidades;
  • Interligar expectativas;
  • Reduzir ansiedades;
  • Conhecimento de mercado profissional;
  • Desfazer ilusões e mitos sobre cursos e profissões;
  • Olhar as profissões sob outra perspectiva;
  • Planejar o futuro profissional e evitar possíveis descontentamentos;
  • Economia de tempo e de recursos;
  • Identificar pressões externas;
  • Reduzir conflitos internos;
  • Trabalhar a inteligência emocional;
  • Desenvolvimento do autoconhecimento;
  • Ajudar na construção de um projeto de vida somado a planejamento de carreira, melhoria na performance e futuro profissional.

Esse benefícios nos mostra que de nada adianta olharmos apenas para profissões e carreiras onde se ganha mais dinheiro ou que o mercado está “mais aquecido”, por exemplo. Esse fator não garante felicidade no trabalho, apenas possibilidades de empregos estáveis e rentáveis.

Além disso, a orientação vocacional ajuda a aperfeiçoar outros outras habilidades que muitas vezes atrapalham o crescimento profissional, como a exposição, comportamento em entrevista, networking e construção de currículo.

Onde fazer um teste vocacional?

Com um psicólogo de preferência que tenha especialização ou experiência em desenvolvimento de carreira, autoliderança e que faça além do teste vocacional a avaliação necessária para entender a história de vida da pessoa, os possíveis influenciadores, também os motivadores e as habilidades.

 

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub