A enxaqueca é uma forte dor de cabeça que geralmente vem acompanhada de náuseas, vômitos e sensibilidade à luz. Além disso, enquanto as dores de cabeça normais (cefaleias) são geralmente controladas com um remédio comum, a enxaqueca é bem mais agressiva.

Uma crise de enxaqueca pode durar de 3 a 4 horas. Mas apesar dos sintomas mais fortes, essa é uma doença crônica bem comum, e afeta adultos, adolescentes e até crianças.

Além disso, a doença é considerada, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como a sexta mais incapacitante do mundo. No Brasil, ela atinge cerca de 15% da população, e acontece mais entre as mulheres.

Qual a diferença entre dor de cabeça e enxaqueca?

Nem todas as dores de cabeça são resultado de uma crise de enxaqueca e elas são diferentes em cada pessoa. Por exemplo, as cefaleias em salvas são dores de cabeça muito fortes que afetam um lado da cabeça de maneira recorrente. A dor pode ser pior do que a dor da enxaqueca em alguns casos, mas são menos comuns.

Já as cefaleias tensionais são as mais comuns. Sendo assim, elas ocorrem com a contração dos músculos do couro cabeludo, rosto e pescoço e causam dores fortes de cabeça.

No entanto, a enxaqueca é causada por alterações químicas no cérebro que podem ser provocadas por uma série de gatilhos, incluindo estresse, clima, luzes e odores.

Quais são os sintomas de enxaqueca?

No geral, os principais sintomas podem incluir:

  • Dor forte e latejante na cabeça, geralmente, de um lado só. Além disso, a localização pode variar de crise para crise
  • Bocejo
  • Ficar muito sensível à luz, som ou cheiro
  • Náuseas
  • Vômito
  • Fadiga
  • Mudança de humor
  • Sede intensa
  • Rigidez muscular de pescoço e ombros
  • Letargia
  • Diminuição da força muscular
  • Tonturas
  • Diarreia
  • Tensão muscular

Ou seja, todos os sintomas da enxaqueca podem ser muito intensos a ponto de impedir que a pessoa faça suas atividades do dia a dia. Por isso, muitas vezes a pessoa precisa ficar deitada, no escuro, em silêncio, durante horas até se sentir melhor.

Enxaqueca com aura

A enxaqueca com aura acontece em crises que vêm com sintomas visuais ou sensitivos. Além disso, ela aparece de forma gradual e pode durar até 72 horas.

Dessa forma, a dor da enxaqueca com aura ocorre geralmente na parte frontal da cabeça, de um ou ambos os lados das têmporas. Alguns dos sintomas são:

  • Ver pontos pretos, linhas onduladas, flashes de luz;
  • Visão de túnel;
  • Visão escura;
  • Não ser capaz de falar claramente;
  • Zumbidos;
  • Dormência;
  • Exaustão;
  • Formigamento;
  • Sensibilidade ao toque.

O que causa a enxaqueca?

Muitos fatores podem desencadear a enxaqueca, como por exemplo o estilo de vida, ansiedade e outros transtornos. Além disso, a genética também pode ser um fator de risco. No entanto, existem alguns gatilhos comuns e que, geralmente, são os responsáveis pelas crises:

  • Estresse
  • Jejum por muito tempo
  • Uso de medicamentos vasodilatadores
  • Exercício físico intenso por muito tempo
  • Alterações hormonais
  • Insônia
  • Alto consumo de café, refrigerante ou chocolate
  • Cigarro
  • Álcool

Como prevenir a enxaqueca?

É difícil dizer com certeza, mas a mudança de pequenos hábitos já pode melhorar significativamente os quadros de crise. Tente focar em:

  • Tirar da sua vida o que te faz mal ou te deixa estressado, mas se necessário peça a ajuda de um especialista
  • Não pular refeições
  • Evitar alimentos e bebidas que possam provocar ataques de enxaqueca
  • Praticar exercícios físicos regularmente
  • Não trocar o dia pela noite
  • Limitar cafeína, álcool, chocolate e sal
  • Não fumar
  • Descansar bem

Praticar o autoconhecimento também é uma ferramenta importante. Ou seja, quando você sabe o que te causa crises, você pode mudar seu estilo de vida ou, se necessário, tomar os remédios certos. Vale lembrar que você não deve se automedicar.

Reduzindo o estresse

Diagnóstico e tratamento

Geralmente, o diagnóstico é feito por um neurologistas que vai avaliar os sintomas do paciente, mas em alguns casos, podem ser feitos exames para confirmar a suspeita de enxaqueca.

Se você tem enxaqueca, peça a ajuda de um especialista

Além disso, a enxaqueca também é uma doença psicossomática. Ou seja, é um sintoma físico surge a partir de transtornos mentais, como ansiedade e depressão
Por isso, começar um tratamento o mais rápido possível pode te ajudar a seguir com uma vida mais leve. Ou seja, uma boa alimentação, o bem-estar e autoconhecimento, podem te ajudam a controlar sua enxaqueca.

Aqui no Zenklub você tem tem mais de 500 profissionais que atendem virtualmente a todos os tipos de necessidade. Além disso, temos conteúdos no app sobre saúde mental e bem-estar para você adequar a sua rotina da melhor forma pra você e para a redução das enxaquecas.

Este artigo foi útil?

3.83

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub