Celebridades estão cada vez mais falando sobre seus problemas como uma forma de incentivar as pessoas a fazer o mesmo. Afinal, falar sobre o problema é o primeiro passo para se cuidar. Separamos dez celebridades do Brasil e do mundo que dividiram seus problemas com o público.

1 – O esgotamento de Millie Bobby Brown

A atriz, que interpretou a personagem Eleven da série Stranger Things, teve que cancelar compromissos profissionais por conta do cansaço excessivo e usou o Instagram para se comunicar com os fãs sobre o fato.

“Oi pessoal, nunca tive que fazer um desses vídeos antes, mas tive que cancelar uma comic con de última hora, o que é algo que eu nunca, nunca fiz e pretendo nunca fazer novamente. Só acho que tenho trabalhado demais e tenho que descansar, já que participei de uma gravação muito longa mesmo e ainda estou filmando ‘Stranger Things’. Peço desculpas a todos que estão indo e prometo que vou entrar em contato com vocês novamente. Amo todos vocês, agradeço muito pelo apoio contínuo e muito obrigada”

2 – A empatia e a sinceridade de Kate Middleton sobre maternidade

Kate Middleton falou sobre maternidade e saúde mental no lançamento do projeto social da Best Beginnings intitulado “Out of the Blue”, que aconteceu em março desse ano.

A série de filmes trata de temas como o bem-estar pós-parto, a saúde mental da mãe durante a gravidez e o vínculo da mulher com o bebê. Ela disse: “Nada pode realmente prepará-la para você lidar com a pura experiência esmagadora do que significa se tornar uma mãe”, disse Kate em seu discurso. “Estar cheia de emoções complexas, de alegria, exaustão, amor e preocupação, tudo isso misturado. Sua identidade fundamental muda de um dia para o outro. Você vai de pensar em si mesmo como primariamente um indivíduo, de repente, para ser uma mãe, em primeiro lugar.”

3 – A entrega e o cansaço de Anne Hathaway

A atriz revelou que precisou se esforçar para parecer feliz ao receber o Oscar pela sua atuação no filme “Os Miseráveis”, em 2012. A atriz, que levou a estatueta de melhor atriz coadjuvante, falou sobre o quanto a entrega para a personagem mexeu com a sua saúde mental.

“Eu perdi a sanidade fazendo esse filme e ainda não estava nas minhas melhores condições. Precisei ficar em frente a várias pessoas e demonstrar um sentimento ausente de pura alegria”, afirmou a atriz em entrevista ao jornal britânico Guardian. No filme, Fantine é uma órfã que vira uma prostituta e vende seus dentes e cabelos por comida. “É óbvio, você vence um Oscar e fica feliz. Não foi assim que me senti”, explicou Hathaway.

4 – Depressão, ansiedade e baixa autoestima de Selena Gomez

No mês de março, a revista Vogue publicou uma entrevista com a cantora e atriz Selena Gomez, que falou sobre saúde mental.

“Turnês são um lugar muito solitário para mim. Minha autoestima estava muito baixa. Eu estava deprimida, ansiosa. Eu comecei a ter ataques de pânico bem antes de entrar no palco, ou logo depois de sair. Basicamente eu sentia que eu não era boa o suficiente, que eu não era capaz. Eu sentia que eu não estava dando aos meus fãs nada, e que eles podiam ver isso – o que, eu acho, era uma total distorção.”

5 – A luta de Cara Delevigne contra a depressão

“Isto é algo que eu não abro, mas é uma grande parte de quem sou”, disse Cara à revista Vogue americana. “De repente, fui atingida por uma onda maciça de depressão, ansiedade e auto-ódio. Eu nunca me cortei, mas me arranhava ao ponto de sangrar. Só queria sumir”, completou.

Quando ainda estava na escola, a modelo e atriz foi diagnosticada com dispraxia e passou a ter dificuldade para escrever. Cara ainda declarou que chegou a tentar suicídio mesmo depois da fama. A artista passou por tratamento contra a depressão.

6 – Ansiedade de Ryan Reynolds

Ryan declarou recentemente que sofreu gravemente de ansiedade durante as filmagens de Deadpool, e disse que o apoio de sua esposa, a também atriz Blake Lively, foi fundamental nesse período. “Blake me ajudou a passar por isso. Tenho sorte por tê-la por perto para me manter são”.

7 – Lady Gaga e o estresse pós-traumático

A cantora admitiu que sofre de estresse pós-traumático, causado pela intensa rotina de trabalho e por um abuso sexual que sofreu aos 19 anos. A artista que tornou a questão pública para quebrar o preconceito das pessoas em relação às doenças mentais. “O melhor remédio do mundo são as palavras (…) Palavras de quem se sente envergonhado de uma doença invisível e superar a vergonha e se sentir livre. É assim que nós podemos começar uma cura. Eu estou começando hoje porque segredos te deixam doente, e eu não quero manter esse segredo mais”, disse.

8 – Deborah Secco e o cuidado com a saúde mental

Já Deborah Secco afirma que o segredo para manter uma mente equilibrada é fazer terapia. A atriz afirma que faz terapia desde os 14 anos, quando entrou na Rede Cultura para fazer a série “Confissões de adolescente” e ressalta: “Comecei com 14. Parei, voltei, parei de novo. Ator tem de fazer, né?”.

9 – Ivete Sangalo: equilíbrio entre vida pessoal e trabalho

Ivete Sangalo afirma que faz terapia há oito anos e diz que este processo tem ajudado a deixar os problemas fora do palco. Ela acredita na importância do trabalho do psicólogo e de forma irreverente o enaltece: “Terapia tinha que ser assim: a pessoa nasce, vem o pediatra e em seguida o terapeuta (risos).”

10 – Joan Baez e a luta contra a neurose

Joan Baez, cantora e pacifista da década de 1960, afirma que ir ao terapeuta a ajudou a ser capaz de enfrentar as coisas que estavam em seu coração, e a sua própria neurose. A cantora ainda incentiva muitas pessoas a procurarem o psicólogo e a fazerem terapia.

Zenklub

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub