O hormônio da felicidade é responsável por sensações positivas do seu corpo. Em nosso organismo há uma série de reações naturais que garantem o seu bom funcionamento.

Ou seja, esse hormônio é um elemento ativo nesse processo biológico da felicidade. Ele é um neurotransmissor produzido no cérebro, mas que tem efeitos em todo corpo, trabalhando na comunicação entre as células nervosas.

Mas, afinal, o que são neurotransmissores? Eles são como mensageiros que levam os sinais entre os neurônios e todas as células do corpo, criando as reações pelo seu corpo.

Além de sensações, ele pode afetar as funções físicas, como o sono, apetite, libido e frequência cardíaca, por exemplo. O papel deles dentro do nosso organismo é muito importante. Além disso, a falta pode ser a causa de certas doenças, como o parkinson e a depressão.

Ou seja, para que nosso bem-estar esteja em dia, o nosso corpo precisa de vários neurotransmissores. Cada um funciona de uma forma específica. O quarteto da felicidade, como ficou conhecido, reúne os principais: endorfina, serotonina, dopamina e oxitocina (ou ocitocina).

Eles trabalham em diferentes áreas do nosso corpo e são responsáveis por sensações diferentes. Mas, todos são importantes da mesma forma.

O hormônio da felicidade é um quarteto

Ficou curioso? Conheça a seguir cada um dos hormônios da felicidade e aprenda o que fazer para melhorar a produção desses quatro neurotransmissores.

Endorfina: o hormônio da felicidade

Todos eles têm ligação com a felicidade, pois todos funcionam para garantir o bem-estar. Mas, a endorfina é a principal. Para entender melhor tudo isso, vamos explicar o que é a endorfina.

A hipófise produz endorfina e depois a libera para alcançar todo corpo através do sangue. Esse hormônio é como um analgésico natural. Ela anestesiando o corpo durante o sono, quando nos machucamos e quando nos exercitamos. Por isso, ela ganhou fama entre os atletas, pois é responsável por aquela sensação boa depois do treino.

Dizemos que a endorfina é oficialmente o hormônio da felicidade, porque ela age em células específicas e da sensações de bem-estar e disposição. Dessa maneira ficamos mais felizes. E ser feliz é um estado de espírito muito bom para a saúde, pois estimula o sistema imunológico, diminui o estresse e ainda por cima combate o envelhecimento.

Ou seja, se você quer ser feliz, é importante liberar a endorfina. Para isso, mande ver na produção dele ao fazer certas atividades:

  • Faça exercícios físicos
  • Coma chocolate, com moderação
  • Dance
  • Cante
  • Trabalhe em equipe

Serotonina: hormônio do prazer

A serotonina é o hormônio do prazer. Isso porque tem relação com a libido. Dessa forma, os níveis de serotonina podem mexer no desejo sexual.

Ela tem papel fundamental no estímulo da felicidade, pois atua regulando o humor, as funções cognitivas, o apetite e a sensibilidade. Ou seja, reações que são nos deixam mais felizes.

Para aumentar a produção, coma alimentos ricos em triptofano, como tomate, vinho tinto, banana, carnes magras, entre outros. Além disso, adote hábitos saudáveis e faça exercícios físicos. Também é bom fazer atividades ao ar livre. Entre em contato com a natureza e tome sol.

Dopamina: hormônio do bem-estar

A dopamina é um hormônio da felicidade que causa a sensação de bem-estar e de prazer. Mas esse é um prazer diferente daquele da serotonina. Esse está mais ligado com o ciclo de recompensa, de você alcançar um objetivo e ter aquela sensação boa de conquista.

Isso acontece normalmente quando se dá o primeiro passo em direção ao objetivo e quando a meta é alcançada. Por isso, uma das melhores maneiras de estimular a produção da dopamina é definir metas e celebrá-las ao final.

Oxitocina: hormônio do amor

Também conhecido como o hormônio do abraço ou do amor, a oxitocina está ligada aos comportamentos maternos. Ou seja, é responsável pelo desenvolvimento de relações emocionais. Ela também está envolvida no mecanismo corporal do parto em mamíferos.

Esse hormônio da felicidade gera sentimentos de calma e segurança. Por isso, é importante na hora de regular a ansiedade.

Para melhorar ele é muito fácil, nada melhor do que um abraço demorado. Presentear e receber presentes também aumentam a produção dessa substância em nosso organismo.

Esses hormônios da felicidade são muito importantes para o nosso corpo e o melhor: são todos naturais. Por isso, se você estiver com tudo isso em alta é só aproveitar a vida, com saúde física, mental e bem-estar.

Conheça o Zenklub

Se durante a sua jornada você sentir alguma dificuldade ou precisar de apoio, procure ajuda! Bem-estar deve ser uma prioridade e é um direito de todos. Encontre um profissional para te ajudar a construir e fortalecer seu melhor você.

Zenklub é a maior rede vídeo-consultas com especialistas em bem-estar emocional, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas a qualquer hora, de qualquer lugar.

Este artigo foi útil?

4.01

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.