Você acha que sofre de fobia social? Fique ligado, vamos apresentar algumas situações e tirar dúvidas sobre o assunto.

Durante toda a nossa vida passamos por situações que podem nos deixar mais tímidos e ansiosos. Por exemplo, na primeira entrevista de emprego, ao mudar de escola, para falar em público ou até mesmo um primeiro encontro.

Ou seja, essas situações nos colocam em estado de alerta. Mas se isso acontece mais do que o normal então você pode sofrer de fobia social.

O que é fobia social?

Fobia social ou ansiedade social, é um transtorno que afeta pessoas de modo que elas têm medo da interação social. Ou seja, a pessoa sofre com a ideia da humilhação e do julgamento das pessoas a sua volta.

Desse modo, acabam se isolando para evitar toda e qualquer situação pública. Este é apenas um dos vários tipos de transtornos de ansiedade que existem (listamos os vários tipos para você) .

Quais são os sintomas de fobia social?

Os sintomas da fobia social podem ser emocionais ou físicos. Sendo assim, conheça alguns e aprenda a identificar esses casos de ansiedade:

  • Ansiedade em situações sociais cotidianas
  • Fica aflito ou preocupado antes de um evento social
  • Pânico de ser visto ou mesmo julgado pelos outros
  • Medo se fazer algo errado
  • Ficar preocupada se outras pessoas vão perceber seu nervosismo
  • Rosto vermelho
  • Falta de ar
  • Náuseas, enjoo
  • Tremores
  • Taquicardia
  • Suor excessivo
  • Tonturas e, em alguns casos, desmaios

Como saber se eu sofro de fobia social?

Bom, essa é uma resposta que apenas um profissional é capaz de dar. Mas fique atento à sinais e características comuns de pessoas que sofrem de fobia social. Pessoas que tm esse transtorno tendem a:

  • Evitar situações sociais de todos os tipos
  • Ficar muito quieto e permanecer escondido para evitar chamar a atenção
  • Ir ao lugares sempre acompanhado de um amigo
  • Consumir álcool antes de eventos sociais para ficar calmo

Em resumo, percebemos que esses sintomas e características podem atrapalhar e mundo o dia a dia de qualquer pessoa. Vale lembrar que, assim como outros transtornos de ansiedade, a fobia social pode ser tratada por um profissional da saúde emocional.

Como ajudar uma pessoa que sofre de fobia social?

Depois de tudo que vimos, podemos perceber que a vida de alguém que sofre de fobia social não é fácil. Mas, afinal, como podemos ajudar? Bom, primeiramente demonstre apoio e seja compreensivo, situações de exposição já são bem difíceis normalmente, quando você está ansioso é mais ainda.

Além disso, se você sabe que seu amigo ou familiar têm essa dificuldade, que tal dar uma força? Muitas vezes ver um rosto amigo nessas situações pode ajudar a acalmar. Por exemplo, vamos trazer aqui algumas situações onde pessoas com fobia social podem se sentir mais desafiadas, dessa maneira você pode estar pronto para oferecer apoio. Confira:

Apresentação para estranhos

Conhecer pessoas novas é uma situação comum, não é mesmo? Um novo colega de classe, trabalho, eventos sociais. Sendo assim, isso pode ser uma boa oportunidade para fazer um novo amigo. No entanto, isso pode se tornar um pesadelo para algumas pessoas.

Por exemplo, no caso de quem sofre de fobia social, ser apresentado a alguém novo pode causar muita tensão. Por isso, pessoas que têm esse transtorno evitam ao máximo esse tipo de situação. No entanto, quando é uma situação inevitável os sintomas citados acima podem aparecer e dificultar o momento.

Ser o último a chegar em um sala cheia

Normalmente quando alguém entra em uma sala onde todos estão sentados os olhares se voltam todos para quem entrou. Esse, sem dúvida, é um dos maiores medos de um paciente com transtorno de ansiedade social. Ser o centro das atenções, ser observado e julgado é um gatilho certo para essas pessoas.

É comum alguém com fobia social chegar muito mais cedo e sentar em um dos cantos da sala. E que seja, de preferência, em um lugar que não chama a atenção de ninguém.

Passar por entrevistas de emprego e processos seletivos

Procurar um emprego pode gerar muita ansiedade em qualquer pessoa, porém para alguém com fobia social, isso pode ser uma tortura psicológica. Em um processo seletivo existe a pressão de ser avaliado pelo seu valor enquanto profissional, além de ser  necessário interagir com desconhecidos.

Em algumas empresas, uma das etapas do processo de seleção é uma dinâmica de grupo, o que pode disparar diversos gatilhos para quem sofre desse transtorno.

Você gostaria de conversar com alguém sobre transtorno de ansiedade social? Se tiver com dúvidas e quiser um aconselhamento especializado, agende uma sessão com um de nossos especialistas aqui. O Zenklub é a maior rede vídeo-consultas com especialistas em bem-estar emocional, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas a qualquer hora, de qualquer lugar.

Este artigo foi útil?

3.9

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub