A ejaculação precoce é uma das disfunções sexuais mais comuns no universo masculino. Afinal, como o próprio nome já diz, é quando o orgasmo ocorre antes do desejado. Mas, em vez de sair por aí procurando por um remédio, é preciso primeiro entender o problema.

Mas, afinal, o que é ejaculação precoce e como tratar? Vale lembrar que, isso pode ocorrer às vezes – e é completamente normal. Mas, quando se trata de um distúrbio, há diversos outros sintomas que precisam de cuidado e acompanhamento de um profissional.

O que é ejaculação precoce?

É uma disfunção sexual masculina que faz com que o homem ejacule mais rápido que o normal. A Sociedade Internacional de Medicina Sexual (ISSM) define como uma ejaculação que sempre ou quase sempre acontece em um minuto ou menos após a penetração. Em alguns casos, isso pode ocorrer com um estímulo mínimo e antes mesmo da inserção do pênis.

Ela também é descrita pelo pouco ou nenhum controle sobre o orgasmo, que acontece antes do desejado ou involuntariamente. Por isso, o paciente tem dificuldades em dar prazer à sua parceira ou parceiro e até para si mesmo. Por isso, o que acontece são consequências negativas como frustração e preocupação excessiva – que são típicos desse distúrbio.

Tipos de ejaculação precoce

Ejaculação precoce situacional ou variável: é preciso reforçar que ejacular rápido às vezes é normal. Ou seja, isso pode acontecer pelo nervosismo de estar em um novo relacionamento ou após um longo período sem sexo. Além disso, o homem também pode vivenciar uma variação de tempo em atingir o orgasmo. Portanto, a ejaculação precoce é um distúrbio apenas quando são frequentes.

Ejaculação precoce primária: esse tipo acontece no início da vida sexual. Ou seja, o homem passa por isso desde a primeira relação sexual, e não consegue controlar o coito.

Ejaculação precoce adquirida: é uma das mais comuns. Antes o homem tinha controle, mas em determinado momento surge o problema. A ejaculação precoce pode aparecer gradualmente ou de forma abrupta.

Ejaculação precoce subjetiva: nessa caso, o homem até consegue passar o tempo de um minuto para ejacular, porém, a relação sexual é insatisfatória. Além disso, gera angústia e frustração de encerrar o coito antes do esperado.

Quais são os sintomas?

A ejaculação precoce possui uma série de sintomas que vão além do que nós geralmente sabemos. Por isso, conheça alguns outros sintomas que poder ser um sinal de alerta:

  • Quando a ejaculação acontece antes do desejado (pode ser antes ou após a penetração, ou durante a masturbação);
  • Dificuldade de manter uma ereção por mais de um minuto;
  • Incapacidade de controlar ou retardar a ejaculação;
  • Frustração, ansiedade, angústia e sentimentos negativos;
  • Evitar intimidade ou diminuir a frequência da relação sexual;
  • Dificuldade no relacionamento;
  • Depressão, insegurança e baixa autoestima;
  • Insatisfação no sexo.

O que causa a ejaculação precoce?

Pode ser causado por vários fatores, tanto físicos e psicológicos, como genéticos. E nem todas as causas estão necessariamente relacionadas ao sexo em si.

Alguns fatores psicológicos

A maioria dos casos é originada por questões emocionais, como:

  • Transtornos psiquiátricos como depressão, ansiedade, entre outros;
  •  Experiências sexuais ou amorosas frustradas ou mal sucedidas;
  • Abuso sexual;
  • Problemas no relacionamento com a parceira;
  • Preocupação excessiva, estresse e sentimento de culpa;
  • Medo ou insegurança de não conseguir satisfazer a parceira ou parceiro;

Alguns fatores físicos

  • Disfunção erétil;
  • Doença da próstata;
  • Inflamação e infecção da próstata ou uretra;
  • Hipersensibilidade na zona peniana;
  • Disfunção hormonal;
  • Problemas na tireoide;
  • Doenças genéticas ou hereditárias;
  • Diabetes;
  • Distúrbios neurológicos;
  • Abuso de álcool e outras substâncias;
  • Alguns tipos de remédios.

Como tratar?

O tratamento depende do diagnóstico. Se for detectada alguma doença como diabetes, infecção da próstata, tireoide, todo o cuidado é voltado para essas causas. Quando tratadas, o controle da ejaculação é uma consequência. Mas a maioria dos casos está relacionada a fatores emocionais. Desse modo, a questão de como curar a ejaculação precoce pode envolver outras terapias. Dentre elas, destacamos a psicoterapia, uso de fármacos e exercícios.

Psicoterapia

Essa condição tem tratamento, e uma das soluções mais eficazes é a psicoterapia. Isso porque a grande maioria das causas está relacionada à saúde mental e ansiedade. E mesmo aqueles que apresentam outro diagnóstico como origem do problema, também podem sofrer consequências negativas. Isso é, baixa autoestima, insegurança, angústia, entre outras.

A terapia ajuda o paciente a compreender o que é ejaculação precoce a fim de lidar com essa dificuldade. Por certo, as sessões também auxiliam em uma série de questões, que ajudarão em como retardar a ejaculação. Isso acontece porque uma mente saudável conduz as mudanças no comportamento. O cuidado mental também é fundamental para os êxitos nas relações sexuais e amorosas.

Medicamentos

O tratamento para ejaculação precoce pode envolver medicamentos. Ainda assim, vale ressaltar que não existe oficialmente remédios específicos para esse problema. Contudo, o médico pode recomendar um creme para ser usado no pênis a fim de reduzir a sensibilidade aos estímulos. Como tratar a ejaculação precoce pode envolver o uso de antidepressivos. Esse tipo de medicamento ajuda a regular o nível de serotonina no cérebro e consequentemente, auxilia no controle do orgasmo.

Como tratar de forma natural?

Existem exercícios para ejaculação precoce que são bastante eficazes. Por exemplo, uma metodologia bastante comum é estimular o pênis e parar quando sentir que está próximo do orgasmo. Você também pode apertar a cabeça do pênis até perder a ereção. Então, retome a excitação após cerca de 30 segundos. Repita o processo por quatro vezes ante de ejacular. Outra técnica de como controlar a ejaculação precoce com exercícios é se masturbar antes do ato sexual.

Conheça a Zenklub

Esse é um problema que você não precisa lidar sozinho. O Zenklub é a maior rede vídeo-consultas com especialistas em bem-estar emocional, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas a qualquer hora, de qualquer lugar pra te ajudar no que você precisar.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.