Anorexia é um distúrbio de autoimagem muito sério que afeta a saúde de quem sofre com ela. Nós sabemos que ainda há um padrão de beleza imposto pela sociedade, principalmente com a exposição nas mídias, mesmo com a luta pela aceitação de corpos reais.

Isso estimula a busca pelo corpo perfeito, com a barriga chapada, sem gordura e livre da flacidez. Essa ilusão faz com que transtornos alimentares como a anorexia e a bulimia ainda sejam uma realidade. Para combater essa disfunção social, é importante entender o que é a anorexia e quais as consequências para o corpo.

O que é anorexia?

Anorexia é um transtorno alimentar que afeta pessoas de ambos os sexos, e é mais comum entre os jovens. A pessoa anoréxica é obcecada pela magreza e isso pode provocar sérios problemas de saúde. A anorexia tem origem psicológica. Ou seja, quando a pessoa se olha no espelho ela se vê acima do peso, independentemente do quão magro esteja.

Além disso, as pessoas com anorexia param de comer e ainda buscam formas de emagrecer mais ainda, como exagerar em atividades físicas, usar laxantes e diuréticos, fazer jejum e forçar vômito. Tudo isso faz com que o corpo se definhe, chegando a um grau excessivo de desnutrição e podendo até mesmo levar a morte.

Como identificar uma pessoa anoréxica?

A característica principal dessa doença é a magreza excessiva. Com a anorexia, o paciente pode ficar com os ossos aparentes e desenvolver outros problemas devido à falta de nutrientes, como a alopecia, por exemplo.

No entanto, a obsessão pela magreza não é o único sintoma da anorexia. Por isso, fique atento a outros sinais de alerta que podem te ajudar a identificar uma pessoa que precisa de ajuda:

  • Recusa em participar de refeições em família
  • Preocupação exagerada com a quantidade de calorias dos alimentos
  • Abuso de atividades físicas
  • Interrupção do ciclo menstrual, conhecida como amenorreia
  • Depressão
  • Comportamento obsessivo-compulsivo
  • Lábios secos
  • Pele seca e coberta por lanugo, pelos finos e alongados que crescem em certas partes do corpo, similares à barba de milho
  • Muito cansaço e fadiga constante
  • Disfunção erétil e perda da libido
  • Desmaios
  • Tonturas
  • Problemas de baixa pressão arterial

Enfim, esses são alguns sintomas comuns em pessoas que sofrem com esse transtorno. Portanto, se você está passando por isso ou conhece alguém que está, não hesite em procurar ajuda. Você não precisa lidar com isso sozinho!

Possíveis causas da anorexia

Não há uma causa exata, pois além de ser um transtorno alimentar, é também psicológico. Portanto, a sua causa pode mudar de pessoa pra pessoa e vai depender de fatores genéticos e experiências pessoais. Em geral, os motivos mais comuns são:

  • Predisposição genética
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Pressão familiar e social
  • Alterações neuroquímicas cerebrais. Nesse caso, há um descontrole nos níveis de serotonina e noradrenalina no organismo

Tipos de anorexia

A anorexia também é conhecida como anorexia nervosa. Mas, afinal, o que é a anorexia nervosa? É o medo extremo de engordar, seguindo a busca excessiva pelo emagrecimento. Isso é causados pela distorção da imagem corporal. A pessoa então começa a parar de comer aos poucos.

A anorexia nervosa se divide em dois tipos: o tipo restritivo, no qual a pessoa limita a alimentação, mas não pratica purgação, como por exemplo induzir o vômito ou tomar laxantes. Além disso, é comum que essas pessoas exagerem também nas atividades físicas.

O outro tipo de anorexia é a compulsão alimentar ou tipo purgativo. Nesse caso a pessoa também limita a sua alimentação, mas tem períodos de compulsão por comida, seguida de purgação em intervalos regulares para “se livrar” do que comeu.

Tratamentos para anorexia

O primeiro passo é diagnosticar a anorexia por meio de uma avaliação médica e de exames para analisar os problemas causados pela doença. Só então a pessoa deve começa o tratamento com uma equipe multidisciplinar.

O tratamento é feito com o acompanhamento psicológico e formas alternativas de tratar a ansiedade e depressão. Em alguns casos é possível que o médico receite remédios para ajudar no controle. Entretanto, o mais indicado é a terapia e mudanças de hábitos.

Após esse primeiro momento, a pessoa passa por uma reintrodução alimentar gradativa, para evitar danos ao corpo e para que o organismo volte a se acostumar. O objetivo é voltar ao peso saudável. O ideal é que o paciente engorde cerca de 0,5 a 1,4kg por semana, que é o ganho de peso considerado seguro.

Além disso, é muito importante a pessoa busque apoio da família e amigos. É fundamental que o anoréxico não se isole e receba apoio e carinho nesse momento difícil.

Ou seja, o primeiro passo é aceitar que se tem um transtorno alimentar. É um processo longo e difícil. Buscar o tratamento adequado e continuar com acompanhamento médico e psicológico, são vitais para que não haja nenhuma recaída e o paciente possa enfim dizer “eu venci a anorexia”.

Zenklub é a maior rede vídeo-consultas com especialistas em bem-estar emocional, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas a qualquer hora, de qualquer lugar.

Este artigo foi útil?

3.7

Você já votou neste post

Publicado por:

Rui Brandao

Publicado por:

Rui Brandao

Rui Brandão é médico, com experiência em Portugal, Brasil e Estados Unidos da América, e mestre em Administração pela FGV em São Paulo. Hoje é CEO & Co-fundador do Zenklub, plataforma de saúde emocional e desenvolvimento pessoal que oferece conteúdos, profissionais e ferramentas especializadas para mais de 1.5 milhões de pessoas no Brasil.