O que é genograma?

O genograma é uma representação gráfica da estrutura familiar. Por meio dele podemos visualizar rapidamente quem faz parte da nossa família, nossa proximidade com cada um desses membros. E o mais interessante, podemos descobrir padrões que atuam em nossa família às vezes ao longo de gerações (padrões transgeracionais) e que podem estar influenciando decisivamente nossas vidas hoje.

Vantagens de fazer um genograma

Quais são as vantagens de fazer um genograma? Separei abaixo 5 dicas.

  1. Facilidade ao visualizar a estrutura familiar. Permite que a própria pessoa tome consciência do funcionamento de sua família.
  2. Possibilidade de descobrir padrões familiares, às vezes inconscientes.
  3. Tomar consciência de como está nossa proximidade / afastamento com cada membro da família. Mesmos familiares distantes podem estar influenciando nossas vidas.
  4. Permite que pessoas de fora de uma família entendam rapidamente o funcionamento familiar.
  5. É um recurso importantíssimo para profissionais da saúde entenderem sua situação sistêmica.

Conheça alguns tipos de sistemas sociais

O maior sistema social que existe é a sociedade. Você certamente já ouviu falar como somos influenciados pela sociedade na qual vivemos, de tal forma que nosso jeito de ser, nossa personalidade é também um resultado da sociedade na qual vivemos.

Contudo, a sociedade não é o único sistema social do qual fazemos parte e que influencia nossas vidas, há muitos outros. Um dos menores é o casamento, no qual geralmente há apenas duas pessoas. Se você é casada (o) sabe que sua vida certamente mudou depois da experiência conjugal. É que você passou a receber influências desse sistema social específico. 

Um sistema social pode ser definido basicamente como um conjunto de pessoas (duas no caso de um casamento, e até centenas de milhões no caso de uma sociedade) que se influenciam entre si a partir de suas ações (ainda que indiretamente) ao longo do tempo.

Um dos sistemas sociais que mais exerce influência em nossas vidas é a família. Costuma ser o primeiro sistema social do qual fazemos parte. Do nascimento à morte estamos frequentemente sendo influenciados por esse sistema, por isso entender como ele funciona pode ser fundamental para entender o porquê de nossas vidas estarem como estão. 

Como fazer um genograma em  5 passos?

Reúna o material: caderno ou cartolina, lápis, caneta, borracha, apontador, lápis de cor (quanto mais cores, melhor).

Anote o nome dos seus familiares por categorias: bisavôs, avôs, pais, tios, irmãos, primos, filhos, sobrinhos, netos e etc. Para cada categoria deixe várias linhas, é melhor sobrar que faltar espaço. Ao longo do genograma, provavelmente, novos nomes de familiares vão surgir. Se você tiver lápis de cores variadas pode usar uma cor para cada categoria da família. Por exemplo, verde para primos, laranja para tios, etc.

Escolha se vai querer um genograma pequeno ou grande: Um pequeno pode começar com seus pais. Um grande pode começar com seus avós ou bisavós, ou até tataravós.

Escolha os símbolos que você vai utilizar: Vou apresentar a seguir um modelo comum, mas não é o único. E você não precisa se prender a ele. O mais importante é você seguir um modelo do início ao fim. Por exemplo, Se um círculo significa mulher, todas as mulheres do genograma serão representadas por círculos.

Faça uma legenda dos seus símbolos. Por exemplo: Desenhe um quadrado e, do lado, escreva homem. Desenhe um triângulo e, do lado, escreva mulher. A legenda será fundamental por dois motivos. Primeiro, porque você mesmo pode se confundir sobre o significado de um símbolo e segundo, porque com a legenda outras pessoas também poderão entender seu genograma. Seja profissionais de saúde familiares ou amigos com os quais você queira partilhar. 

Outras formas de fazer um genograma

Você pode fazer seu genograma em papel, word, aplicativos, etc. Via de regra, convido meus clientes a fazer o primeiro genograma em uma folha de cartolina e digo que  depois poderão passar para um formato digital.

Pessoalmente gosto de fazer meu próprio genograma em um editor de textos. O “Br office” e o “word” têm recursos para fazer genogramas fantásticos. Fazendo de forma digital fica mais fácil de arquivar e alterar ao longo do tempo. Há também aplicativos específicos para fazer genograma. Mas meu primeiro genograma fiz em cartolina.

Quando alguém vai fazer um genograma pela primeira vez, na clínica, a cartolina traz algumas vantagens. Dentre elas o fato de profissional e cliente poderem ter uma visão por igual da cartolina. Dá pra fazer isso no tablet? Até dá, mas geralmente é mais prático na cartolina.

(Re)fazendo um Genograma

Após entender como funciona o genograma, a pessoa poderá refazê-lo. Como todos os sistemas sociais estão em mudança, ao longo do tempo o genograma também vai se modificando. 

Alguns clientes preferem fazer todo o genograma na clínica, outros começam em casa e continuam na clínica (ou o contrário). 

O mais importante são as percepções  que podemos ter com a utilização desse recurso tão prático e eficiente. Após trabalhar com o genograma, alguns clientes mudam completamente a visão que têm sobre suas próprias famílias.

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e emoções. Você pode conversar comigo sobre ansiedade, insônia, procrastinação, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende sua sessão comigo agora.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Kelton Medeiros Teles

Publicado por:

Kelton Medeiros Teles

Psicólogo. Especialista e mestre, trabalho com uma abordagem humanista promovendo a saúde de forma integral. Também tenho experiência com treinamentos e Práticas Integrativas Complementares - PICs. Atendo adolescentes e adultos. Você pode ver mais conteúdos aqui: linktr.ee/keltonmedeirosteles. CRP: 11/12921