Você já parou para se perceber hoje? Para ter amor próprio? Na correria do dia a dia temos tantas coisas para fazer que olhar para dentro de nós  fica sempre em segundo, terceiro, quarto plano. Você sabia que  pode viver com mais leveza, tendo mais e fazendo menos? Que o seu sucesso, com os seus objetivos profissionais e financeiros, com seu emagrecimento, com suas relações familiares e amorosas, pode ser alcançado de forma leve e satisfatória? Sim! Isso é possível e está dentro de você!

Porque é tão difícil olhar para dentro?

Sabia que se você se olhasse mais, se colocasse em primeiro plano, se incentivasse e acolhesse, sua vida seria muito menos atarefada? No entanto, não fomos ensinados a olhar para nossos sentimentos, perceber nossos pensamentos e gerenciar nossas emoções. 

Fomos ensinados a sobreviver. A trabalhar o máximo possível para garantir que tenhamos dinheiro, a valorizar as coisas materiais em primeiro lugar! E não é que elas não sejam importantes, mas elas podem ser uma consequência da sua qualidade de presença e não um fim a ser alcançado a todo custo! 

Além disso, fomos ensinados que ser educado é priorizar o outro. Principalmente, que colocar o outro em primeiro lugar é a garantia de que você é uma pessoa generosa e tem muito mais chances de ser amado e de pertencer! Por isso, não olhamos para nós mesmos, temos medo de sermos egoístas, de não termos compaixão, humildade e empatia com os outros: temos medo de sermos pessoas más. 

Isso faz sentido para você? Eu aposto que sim! Pois faz sentido para muitas pessoas, isso está no inconsciente coletivo. 

Eu, como Psicóloga e Consteladora Familiar há mais de 6 anos, percebo essa dificuldade em se priorizar como um grande obstáculo para as pessoas chegarem para terapia. Outro obstáculo é o medo de entrar em contato com suas dores e sentimentos do passado que já não estão mais presentes na realidade da pessoa, mas moram lá dentro. 

Essas são memórias (conscientes ou inconscientes) e sentimentos que você tem sobre si mesmo e sobre outras pessoas importantes da sua vida. Elas ocupam um espaço dentro de você. Ocupam inclusive sua energia vital, que faz com que você acumule tarefas, esteja sempre com a sensação de estar atrasado e não tenha tempo para a pessoa mais importante da sua vida: VOCÊ!

O que isso tem a ver com a minha rotina?

Bem, se você é um ser humano, já passou por situações difíceis na vida. Seja na infância, juventude ou na vida adulta. Já passou por feridas emocionais que causaram muita dor. O fato é que muitas vezes guardamos essas feridas, esses eventos dolorosos para nós, em lugares muito escondidos e seguros dentro da gente, inclusive no nosso inconsciente. 

Fazemos isso para nos preservar, numa postura de sobrevivência, para não sentirmos dor. Acontece que são essas situações, sentimentos que estão lá no inconsciente, que comandam a sua vida! Que fazem com que você faça escolhas, repita padrões de comportamento e sentimentos que você já não quer mais sentir! 

Então, resumindo, quando você quer esquecer (e muitas vezes esquece mesmo) das coisas desagradáveis e difíceis da vida, inconscientemente cria situações para senti-las em outras ocasiões. Então, você vai se boicotar no seu emagrecimento e trazer à tona a sensação de rejeição ou de humilhação que já sentiu quando era criança. Ou vai encontrar parceiros amorosos que te façam sentir abandono e traição, da mesma forma como você sentiu na primeira vez. Ou então vai atrair situações de perdas financeiras, roubos e infortúnios que te tragam a sensação de injustiça, de vitimismo, igualzinho ao sentimento que você teve em uma situação de injustiça quando você era criança.

Esses são alguns exemplos de coisas que fazemos sem perceber, que trazem para nós esses sentimentos que temos tanto medo, mas que paradoxalmente acabamos sentindo homeopaticamente todos os dias. Na verdade, tudo que você resiste, persiste!

Veja 10 situações em que você pode estar sabotando seu sucesso:

  1. Colocar o outro sempre em primeiro lugar;
  2. Por mais que você se esforce, acaba cedendo aos impulsos do calor do momento;
  3. Cria motivos para conflitos nas relações;
  4. Repete a mesma dificuldade em diferentes relacionamentos amorosos;
  5. Nunca se sente bom o suficiente;
  6. Começa diversos projetos e não termina nenhum;
  7. Idealiza as situações e pessoas e sempre se frustra;
  8. Sempre existe um imprevisto, um motivo externo que te impede de chegar lá;
  9. Vive situações repetidas de perdas financeiras;
  10. Entre muitas outras coisas que fazemos e atraímos de forma cíclica para boicotar nosso sucesso!

E o que isso tem a ver com amor próprio?

Tudo! Buscar o amor próprio é buscar a resolução dessas situações dentro de si! É poder descobrir todas as virtudes que você desenvolveu a cada situação, acolher e abraçar a sua criança ferida e liberar toda a carga negativa que está atrelada a essas situações do passado. 

A cada vez que você cura uma ferida em si mesmo, está curando uma parte da sua vida. Se você curar sua ferida de abandono, não vai mais precisar repetir situações em que se sinta abandonado. Se você cura a sua ferida de rejeição, vai eliminar a necessidade de se envolver em relacionamentos que você se sente rejeitado. 

E assim, a cada ferida que você cura em você, descobre uma virtude nova, começa a se perdoar, a se amar mais, e para de se sabotar! Tudo isso está dentro de você. É preciso sair do círculo vicioso em que está. 

Então, como começar? Olhando para dentro. O seu coração está preso em situações do passado, você pode se acolher e se libertar para uma vida mais leve, com menos dificuldades e de bem consigo mesmo!

E como isso afeta o meu sucesso?

Você fica livre para ser bem sucedido quando reconhece suas virtudes. E acredite, você tem muitas! Se você tem o sentimento de culpa, não vai se sentir merecedor do sucesso. Por mais que queira chegar nos seus objetivos, não vai se permitir! Assim os auto boicotes atuam como “castigos” para expiar a sua culpa. Da mesma forma os sentimentos de mágoa, ressentimento e vergonha são como inibidores do seu sucesso e crescimento. Às vezes, queremos ser felizes, mas lá no fundo temos medo da felicidade. 

Esses sentimentos precisam ser curados de dentro para que você reconheça todas as suas virtudes e se reconheça como merecedor! A felicidade é uma questão de permissão! Se dentro de si, acredita que merece ser feliz, então você fica livre para alcançar seu sucesso! 

O que eu posso fazer para desenvolver o amor próprio?

Existem muitos caminhos para se amar mais! Fazer terapia com um profissional que você se identifica é com certeza uma boa opção. A cada sessão, você conversa sobre suas dificuldades e o terapeuta vai te guiando para identificar esses sentimentos do passado que estão limitando o teu sucesso. 

Além disso, recebe esse cuidado para transformar essas situações dentro de você. Cada linha terapêutica tem técnicas e estratégias diferentes para curar essas feridas e libertar a sua essência. Aqui no ZenKlub você pode fazer uma pesquisa de terapeutas e até experimentar algumas possibilidades. 

Agora, se você não está buscando acompanhamento terapêutico, mas quer começar a se amar mais, tem algumas dicas para começar! Você pode fazer o exercício de se observar todos os dias. 

Buscando o amor próprio

Então, sempre que você lembrar, faça essas 3 perguntas para você mesmo: 

  1. O que eu estou pensando? 
  2. Como está meu corpo?
  3. Como estou me sentindo. 

Estamos muito ligados nas tarefas do dia a dia e às vezes perdemos o contato com nós mesmos. Esse exercício vai te ajudar a identificar se você está reagindo conforme o passado, presente ou futuro, e também perceber o que te faz bem e o que você não gosta. 

Esse contato é fundamental para criar limites mais saudáveis nas relações e estabelecer escolhas que vão em direção a sua satisfação real. Uma outra forma de se descobrir é através de cursos e livros de autoajuda. 

Hoje existe uma gama muito rica de conteúdo online, gratuitos e pagos para você se reencontrar através do autoconhecimento. Faça uma pesquisa na internet sobre os cursos que podem te ajudar a reencontrar o seu amor próprio. 

Essa opção é uma excelente escolha para criar um momento só seu, de reencontro consigo mesmo. Mas pesquise antes sobre os criadores de conteúdo e perceba se são profissionais qualificados.

Existem muitas possibilidades para que você reencontre o seu propósito de viver e caminhe em direção ao seu sucesso! O importante é estar aberto para se cuidar, se olhar e mudar. Tudo o que você precisa está dentro de si, você só precisa encontrar o caminho mais adequado para embarcar nessa jornada do amor próprio.

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus seus sentimentos e emoções. Você pode conversar comigo sobre sexualidade, relacionamentos com amigos e conflitos familiares.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende sua sessão comigo agora.

Este artigo foi útil?

3.67

Você já votou neste post

Publicado por:

Flavia Takarada

Publicado por:

Flavia Takarada

Flávia Takarada é Psicóloga e Consteladora Familiar a 6 anos. Formada pela escola alemã de Hellinger Schule em Constelações Familiares, possui estudos no Brasil e no Exterior. Atualmente realiza atendimentos individuais, palestras e cursos online. Administradora do Larmonía Coworking, um coworking para terapeutas na cidade de Caxias do Sul/RS. E co-criadora da Jornada Amor em Mim, um curso vivencial online de resgate do Autoamor. CRP: 07/23491.