Todas as empresas passam ou vão passar em algum momento por conflitos, problemas ou divergências de opinião. Aí entra a arma secreta capaz de utilizar práticas ágeis de resolução de problemas: A liderança

Uma empresa mal gerida pode ter colaboradores desmotivados, sem propósito e com baixa performance. Com isso, consequentemente caem a produtividade e rentabilidade da empresa.

Mas, existem algumas práticas de aplicação simples que podem te ajudar a evitar conflitos de liderança. Por isso, vamos entender melhor o que é ser um líder, como resolver conflitos e gerenciar o bem-estar emocional dentro da sua empresa.

Qual é o conceito de liderança?

Segundo o dicionário, liderança é alguém com ​​tendência para chefiar ou para demonstrar autoridade. Mas, sabemos que para ser um bom líder de fato é necessário muito mais que isso. 

Ocupar uma posição de liderança é algo que traz muita responsabilidade. Ou seja, um líder deve gostar e saber lidar com pessoas. 

Além disso, o ideal é que a pessoa que ocupa um cargo de liderança tenha, além das competências técnicas (hard skills), algumas soft skills muito importantes, como por exemplo empatia e inteligência emocional

Isso porque o líder é um agente que traz mudanças e definições importantes para a vida das pessoas. Com isso, ele tem um impacto tanto em sua própria vida como nas vidas e carreiras de seus liderados. 

No entanto, para que tudo isso seja realidade e aconteça de forma positiva, é necessário que se trabalhe muito o autoconhecimento, objetividade e goste de realizar trabalho em equipe. 

O que é conflito de liderança?

O conflito acontece quando existem opiniões divergentes em uma determinada situação ou projeto. Mas, vale lembrar que o conflito não é um problema em si. 

Os conflitos existem em qualquer tipo de relação, por isso, no ambiente de trabalho não poderia ser diferente. Cabe aqui ao time e seus líderes conseguir fazer uma boa administração e gestão de conflitos.

Como um líder deve resolver conflitos?

Primeiramente já espera-se que uma das habilidades de um líder seja a resolução de conflitos. Isso porque, essa é uma atribuição natural da liderança. Mas, afinal, existe uma melhor maneira de agir em situações como essa?

Com empatia

Um líder que busca compreender inteiramente a situação e perspectivas de seus liderados é capaz de se conectar melhor com eles.

Especialmente quando falamos sobre situações de conflito, o líder deverá mediar a gestão entre duas ou mais partes divergentes. Os pontos de vista podem ser diferentes em diversos aspectos, como por exemplo motivações, histórico, personalidades, entre outros.

Imparcialidade

A imparcialidade é fundamental na hora que um líder for colocar em prática suas habilidades de gestão de conflitos. Dessa maneira, ambas as partes envolvidas não serão desrespeitadas, e sim ouvidas da mesma forma.

Mesmo que muitas vezes a imparcialidade possa parecer algo difícil de se praticar, é importante esforçar-se para analisar a situação de forma mais distanciada para, assim, enxergar as possíveis soluções. 

Por que os conflitos devem ser encorajados nas organizações?

Por mais que a palavra conflito possa assustar, na maioria das vezes é algo positivo e que deve ser encorajado dentro das organizações. 

Isso porque, conflitos tendem a nascer de questionamentos sobre processos e etapas já pré-estabelecidas que podem ser otimizados. A grande diferença entre um conflito positivo e negativo é a maneira como eles são gerenciados.

Ou seja, normalmente os conflitos partem de duas situações principais: quando há diferenças entre opiniões e posicionamentos ou quando há uma oportunidade de mudança.

Seja qual for a motivação, um bom líder pode obter um resultado positivo contando com uma mediação humanizada e boa gestão de conflitos. 

3 formas práticas para administrar conflitos de liderança

Como já dissemos acima, não necessariamente o conflito é algo ruim. Inclusive, é saudável que eles existam quando há a chance de uma boa gestão de conflitos e resolução de problemas.

Mas, também sabemos que nem toda a liderança está preparada para lidar com esse tipo de situação. Para isso, sempre recomendamos a ajuda de profissionais como os psicólogos, terapeutas e coaches especializados em liderança e gestão de pessoas. 

Além disso, separamos algumas dicas e formas práticas de como administrar esses conflitos de liderança: 

  1. Identifique a causa do conflito

Os conflitos podem surgir de diversos motivos. Desde um mal entendido, até problemas estruturais e funcionais. Mas, identificar sua causa é fundamental para escolher qual é a melhor abordagem que um líder deve ter diante do problema.

Para isso, é necessário conseguir se comunicar clara e francamente com todas as partes envolvidas. Nesse momento, um bom líder deve usar suas soft skills como a escuta ativa, comunicação e imparcialidade para, dessa forma, chegar à raiz do conflito.

  1. Ache uma solução de forma colaborativa

Agora que você já escutou todas as partes e identificou qual é a causa do conflito, use esse momento para propor uma solução colaborativa. Dessa forma, além de abrir espaço para todos apresentarem suas opiniões você também pode alcançar uma solução mais criativa e funcional. 

É importante que o líder tome a frente das decisões, mas abrir uma roda de conversa e debater possibilidades pode ser muito enriquecedor para o ambiente de trabalho.

  1. Aprenda com o processo

Nesses momentos, ter uma cultura de feedbacks pode tornar todo esse processo muito enriquecedor. É muito válido depois de gerenciar o conflito propor uma reunião para discutir os aprendizados. 

Você pode se surpreender com os insights que seus colegas e liderados têm a oferecer. 

Como Zenklub pode ajudar na gestão emocional da empresa

Garantir que os times na sua empresa estejam funcionando bem e trabalhando juntos não é uma missão fácil. Muitas vezes, é ainda mais difícil e existe uma grande pressão para um líder conseguir mediar e gerenciar conflitos. Por isso, contar com a ajuda de uma equipe variada de profissionais como psicólogos, terapeutas e coaches pode facilitar essa jornada. 

O Zenklub oferece planos empresariais que vão muito além de terapia para os funcionários. Sua empresa pode contar com palestras, treinamentos e análises baseadas em dados sobre a saúde emocional dos seus times e áreas para uma cultura muito mais focada em bem-estar e crescimento. 
Investir em autoconhecimento dentro da sua empresa garante retorno em bem-estar, qualidade de vida e financeiro para todos. Conheça mais sobre o serviço empresarial do Zenklub.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub