Fui vítima de assédio moral na empresa. E agora?

Em primeiro lugar, é bom pensar: o que define um babaca? Não é porque seu chefe pensa ou age diferente de você, que ele necessariamente seja um babaca. Também não é justo rotular alguém por situações isoladas. Todos nós, em algum momento, cometemos erros, temos dias ruins ou agimos de maneira injusta, afinal, o erro é inerente ao ser humano.

O verdadeiro tipo de chefe babaca, possui algumas características bem definidas, como: ser intimidador, humilhar, ser arrogante, autoritário ou mesmo mal educado. Alguém que é imediatista, possui comunicação falha, é medíocre, não sabe delegar, se apega a detalhes pequenos e insignificantes, não consegue reter talentos, entre outros, não necessariamente é um babaca, pode ser “apenas” um mau profissional.

Após identificar que o seu chefe possui algumas dessas características, mudar de emprego seria o caminho mais fácil, mas nem sempre essa é a melhor atitude e talvez nem seja uma possibilidade, ainda mais em tempos de crise, então vamos refletir sobre o que podemos fazer.

O primeiro passo para lidar com o seu chefe babaca é refletir sobre dois aspectos:

  1. Quais motivos o levam a ser um babaca? Pode ser que ele esteja passando por problemas pessoais, estresse do cotidiano, tenha problemas de autoestima ou esteja sofrendo fortes pressões no cargo que ocupa. Identificando as causas será mais fácil entender a situação de maneira global e até relevar determinadas situações.
  2. Verifique se o comportamento do seu chefe é única e exclusivamente com você ou se é uma postura sistemática, imposta a todos.
  3. Se for identificado que é um problema pessoal, cabe uma reflexão honesta sobre o seu comportamento no ambiente de trabalho, verificando se a sua postura profissional está adequada ao cargo que ocupa. Talvez as mudanças tenham que partir de você.
  4. Se o comportamento do seu chefe for o mesmo com todos os funcionários, a melhor solução é proteger-se, não dar margem para que você se torne um alvo de constantes ataques.

Após uma análise detalhada dos motivos de tal comportamento, algumas medidas podem ser adotadas:

  1. Procure conversar apenas sobre o necessário
  2. Sempre que houver algum problema, procure discuti-lo de forma respeitosa e em particular. Em geral, babacas adoram plateias.
  3. Sempre que possível, documente seu trabalho, deixando claramente registrado o que foi feito, como foi feito e quando foi feito.
  4. Antecipe-se aos problemas e, quando o problema for inevitável, tente apresentar soluções.

Também vale a pena enxergar a situação por outra ótica: encontre os pontos positivos do seu chefe. Se ele subiu na carreira e mantém o seu cargo, ele há de ter algum. Foque nesses pontos, assim poderá ficar mais fácil aceitá-lo como chefe e também tirar alguma lição valiosa para o seu próprio crescimento profissional.  Se o seu chefe é um babaca, e você não consegue ver nenhuma característica positiva para se espelhar, tente aprender com os erros dele e como não agir ou tratar as pessoas quando você ocupar uma posição de chefia.

No convívio diário com seu chefe, mostre competência, faça sua parte e controle as emoções. Sempre que possível, antecipe-se aos problemas, mas se for inevitável, apresente soluções. E lembre-se que em um embate direto, o maior prejudicado poderá ser você.

Quando você for o chefe, valorize as pequenas vitórias, seja parte de um time. Dê crédito, sorria, agradeça, seja justo, honesto e reflita como você se sentiria sendo liderado por alguém com sua postura. Essa é a forma mais fácil e garantida de nós mesmos não nos tornamos exemplos de verdadeiros babacas. E existem babacas em todas as funções e cargos hierárquicos de uma organização.

Luciana Mayumi Taguti é psicóloga formada no Instituto Presbiteriano Mackenzie e especializada no InCor (Instituto do Coração).  Possui experiência na gestão de áreas de recursos humanos, atendimento clínico e hospitalar e está no Zenklub para ajudar nos seus principais dilemas e dúvidas da sua vida pessoal e profissional, inclusive na sua carreira e como lidar com “babacas”. Marque uma consulta

Este artigo foi útil?

5

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub