Apesar de ser pouco falado, pesquisas indicam que a traição é mais recorrente nos relacionamentos do que se imagina. 

Mesmo causando muitos sentimentos negativos e dificuldades, através do diálogo e autoconhecimento é possível recuperar a confiança. Confira tudo que você precisa saber sobre o tema:

O que é traição?

A traição acontece quando alguém nos decepciona, quebrando uma expectativa ou regra estabelecida em relacionamentos amorosos. Em relações monogâmicas, a traição consiste na infidelidade. 

Porém, em relacionamentos abertos, o conceito de traição ainda pode ser diferente e acontece quando uma das partes quebra alguma das regras estipuladas pelo próprio casal. 

Além de prejudicar a relação, essa quebra de confiança pode trazer sentimentos negativos como raiva, tristeza, culpa e baixa autoestima.

Tipos de traição

A ideia de traição pode ser relativa para cada casal e é necessário levar em conta a particularidade de cada um. Porém, muitas pessoas se questionam qual é o limite da traição

No geral, existem alguns tipos mais comuns de infidelidade em relacionamentos fechados, confira:

  • Comprometimento condicional

Quando um dos envolvidos na relação não está inteiro ou comprometido. Ainda flerta com outras pessoas e está sempre “atento” em busca de outros parceiros. 

  • Intimidade sem sexo

A pessoa mantém um vínculo de proximidade com alguém, troca confidências, fala da própria rotina e dificuldades, sem que o parceiro saiba.

  • Mentira

Com a justificativa de que está evitando conflitos, o indivíduo passa a mentir sobre coisas banais e não fala a verdade por entender que é o jeito mais fácil de lidar com o relacionamento.

  • Ausência e frieza

Inabilidade para entender as necessidades emocionais do parceiro e falta de interesse com a manutenção do relacionamento. Esse tipo de traição no casamento pode acontecer, devido a um desgaste na relação.

  • Desrespeito

Não existe mais a preocupação em ser gentil com o outro. A indiferença ou a grosseria fazem parte da rotina do casal.

  • Rompimento de promessas

O acordo que o casal fez no início é quebrado por um dos envolvidos no relacionamento.

Por que a traição dói?

A traição simboliza quebra de confiança. Quando isso acontece, o traído passa por um período de luto. Como algo muito importante é perdido, o pesar é semelhante ao de quando alguém amado morre. As emoções são tão intensas que podem causar um trauma emocional. 

Além disso, as crenças da pessoa traída em relação aos relacionamentos podem sofrer mudanças radicais. Ela pode passar a desacreditar no amor, não ver mais sentido no casamento ou em relacionamentos longos, ou crer que é impossível confiar em alguém de verdade.

O que leva uma pessoa a trair?

Apesar de ser considerado uma quebra de comprometimento, é necessário entender que todas as pessoas são passíveis a cometer erros e ter um olhar mais humanizado para todos os integrantes desse relacionamento. 

Nem sempre a pessoa que trai quer arruinar a vida do parceiro ou fazê-lo sofrer. Em alguns casos, esse indivíduo também pode estar passando por algumas questões como:

  • Tédio
  • Solidão
  • Vingança por alguma atitude do parceiro
  • Busca por atenção
  • Sentir-se menosprezado pelo parceiro
  • Excitação por ser “algo proibido” ou uma “aventura sexual”
  • Vontade de terminar o relacionamento

O que a psicologia fala sobre a traição

Apesar de ser difícil de lidar, pesquisas já evidenciaram que traições são mais recorrentes do que se imagina. 

De acordo com o levantamento nacional Mosaico 2.0, conduzido pela psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto Sexualidade (ProSex) do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP, em São Paulo, e publicada em junho de 2017, 40,5% da população, em média, admite ter traído o parceiro, sendo que 50,5% dos infiéis eram homens e 30,2%, mulheres.

Como a traição afeta a mente de quem foi traído?

O traído pode sentir:

  • Raiva

A decepção pode causar uma indignação e ser dominada por uma fúria cega, reagindo à descoberta com violência. Brigas físicas e verbais podem acontecer quando a raiva é predominante. 

  • Tristeza 

Quando o traído se dá conta do que perdeu: do parceiro que amava, da relação que idealizava, é comum que sinta muita tristeza. Em situações mais graves, pode levar até a depressão. 

  • Culpa

Procurando entender os motivos da infidelidade, a pessoa que sofreu a traição pode acabar se perdendo em pensamentos como: ‘onde foi que eu errei?’, ‘como eu poderia ter evitado isso?’ ou ‘como não percebi antes?’. 

  • Diminuição da autoestima

Atrelado a essa culpa, o indivíduo pode passar a procurar explicações do erro do parceiro em si mesmo. Achar que não é suficiente, que não é amável ou ainda que é substituível.

E quem traiu? O que a traição pode causar?

Como mencionado anteriormente, é importante não vilanizar a pessoa que cometeu o erro. Dentre algumas motivações como a perda de interesse, busca por atenção do parceiro ou até falta de diálogo, a traição também gera consequências na pessoa que a cometeu. 

Nos casos de quem não teve a intenção de magoar e, após a experiência, se arrependeu, o indivíduo pode sofrer de ansiedade, estresse, negação, sentimento de culpa e até dificuldade de acreditar que poderá ter sucesso em futuras relações.

Como notar os sinais da traição

Com o intuito de se antecipar, muitas pessoas buscam sinais de traição, porém é importante enfatizar que não cabe aos indivíduos descobrirem a infidelidade, mas sim que a relação tenha sempre um diálogo transparente. 

Em geral, alguns dos sinais mais comuns são:

  • Novos compromissos
  • Uso maior do celular
  • Maior cuidado ao esconder o celular
  • Distanciamento
  • Discussões mais frequentes 

Comportamentos opostos aos citados também podem ser sinais de arrependimento de traição. Ou seja, caso a pessoa fique repentinamente mais carinhosa ou até elogiando o companheiro de forma muito mais frequente, pode ser uma forma do parceiro manifestar o arrependimento.

Perdoar traição ou não perdoar?

A maior dúvida das pessoas que passam pela infidelidade em um relacionamento é se traição tem perdão? É importante entender que não se pode generalizar as experiências. 

Apesar de ser difícil superar essa situação, é uma decisão que cabe somente ao casal definir se vale a pena dar continuidade ou não na relação. É um processo que exige paciência, muito diálogo e transparência com os sentimentos, mágoas e inseguranças.

Como superar uma traição?

Para entender como superar uma traição é essencial investir no autoconhecimento e amor próprio para reconhecer seus próprios limites. 

  • Invista no diálogo

Estabeleça um diálogo para esclarecer as razões que levaram o parceiro a buscar uma outra relação. Não fique fantasiando, pensando no que pode ter acontecido. O melhor é lidar com os fatos reais, suportar a dor e tentar melhorar os pontos negativos.

  • Perdoe de verdade

Seja verdadeiro consigo mesmo. É comum o parceiro traído se sentir mais poderoso por ter perdoado e usar isso para controlar a vida do outro. Quando perdoamos mas não esquecemos, na primeira discussão lembramos o outro da dor que ele nos causou. É preciso, neste caso, perdoar de verdade

  • Saia da rotina

Resgate a relação por meio do afeto amoroso. Procure se valorizar e fazer programas com o parceiro que deixou de fazer, como, por exemplo, viajar, jantar fora, ir a um motel.

  • Tente entender o outro

Muitas pessoas confundem amor com posse e acreditam que quando se ama uma pessoa não é possível se interessar e desejar mais ninguém. Então, não admitem que isso aconteça com o outro. 

Por mais difícil que seja lidar com a frustração, busque enxergar o outro como alguém passível de erros e que, caso o casal queira, pode melhorar.

  • Faça terapia 

Tendo em vista os diversos sentimentos causados pela traição, o acompanhamento psicológico é essencial para saber lidar com a decepção, culpa e ansiedade. O Zenklub é uma plataforma que reúne mais de quatro mil especialistas em saúde mental para te ajudar.

Referência:

SCHEEREN, Patrícia; APELLÁNIZ, Iñigo de Alda Martínez de; WAGNER, Adriana. Infidelidade Conjugal: A Experiência de Homens e Mulheres. Disponível em nível: https://www.scielo.br/j/tpsy/a/4b6d4mBhVxNnNmc9bkWcCSw/?lang=pt

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub