Você já parou para pensar no que sua empresa se destaca das demais para atrair funcionários? Qual é o diferencial da sua organização para reter talentos e o que sua empresa espera dos colaboradores?

Este é o seu Employee Value Proposition.

O que é o EVP?

O EVP é uma junção de valores e oportunidades que tornam a sua companhia única no mercado. Essa proposta de valor envolve vários aspectos como:

  • Benefícios como férias, plano de saúde, flexibilidade de horário
  • Salários e promoções;
  • Oportunidades de desenvolvimento, plano de carreira, práticas de avaliação e feedback;
  • O ambiente de trabalho: se permite, por exemplo, autonomia e equilíbrio entre vida pessoas e carreira;
  • A cultura da organização: o propósito, os planos e os objetivos dela e como é a relação entre os times.

Por que o EVP é importante?

Atração de talentos

Uma estratégia de EVP bem construída cria um ambiente de trabalho valorizado por seus colaboradores. Dessa forma, os talentos presentes na organização não encontram motivos para procurar outras oportunidades no mercado ou aceitar novas propostas.

Leia também: Recrutamento e seleção: o que é, processos e técnicas

Employer Branding

A EVP também fortalece a marca da empresa empregadora. Possibilitando uma percepção positiva sobre a empresa como local de trabalho.

Aumento da satisfação

O funcionário que se vê em uma empresa que se importa qual a opinião dele sente satisfação e pertencimento por fazer parte da equipe.

Aumento do engajamento

Na maioria das vezes, essa satisfação também impacta nos resultados da organização, causando maior engajamento e motivação do funcionário.

Melhora na imagem da empresa

Essa estratégia cria uma reputação positiva da empresa não só para os colaboradores ou até futuros funcionários, mas também para o mercado.

Como criar o EVP?

A construção do EVP é um processo de identificação, planejamento, melhoria e comunicação. Além disso, no cuidado com esses pontos, é fundamental trabalhar a coerência entre o discurso e a realidade da empresa, para ter efetividade.

  • Reconheça o EVP atual

Faça um diagnóstico organizacional. O ponto de partida é entender o que a organização oferece atualmente para os seus colaboradores — quais são as suas forças e fraquezas. Os indicadores-chave para esse entendimento são o clima organizacional . 

  • Faça um orçamento

É necessário fazer um orçamento para as estratégias e ações de employee value proposition que você for aplicar na sua empresa.

  • Escute as necessidades dos seus colaboradores

Ao conhecer o perfil comportamental dos colaboradores a empresa consegue identificar os pontos fortes e fracos de cada um, ou seja, onde o colaborador se destaca.

  • Desenvolva o perfil dos colaboradores.
  • Implemente as mudanças necessárias.
  • Faça revisões periodicamente.
  • Divulgue a importância dos valores.

Os 5 pìlares de um bom EVP?

Oportunidades

Planos de carreira, avaliações de desempenho, treinamentos corporativos, pesquisas de clima organizacional e feedbacks são valiosos para mostrar que a empresa se preocupa com os seus funcionários e está presente no constante desenvolvimento deles.

Pessoas

O EVP deve prezar pelo bom clima organizacional, trabalhando o relacionamento dos colegas de trabalho e investindo constantemente em uma boa comunicação e bom relacionamento, alinhamento entre os colaboradores e ações sociais. 

Leia também: Psicologia organizacional: o que é e para que serve?

Trabalho

Além das experiências de desenvolvimento pessoal e profissional, a empresa pode criar um EVP focado em bem-estar. A saúde (física e mental) são cruciais para a realização de um bom trabalho, e uma boa estratégia a se adotar é a flexibilidade de horário.

Organização

As estratégias devem se voltar para a própria organização também. Deve ser levado em consideração a cultura organizacional, que é o é um conjunto de elementos (crenças, valores e normas) que influenciam o clima organizacional

Por isso, é importante realizar com frequência a pesquisa de clima e o diagnóstico organizacional com frequência.

Recompensas

  • Recompensas contratuais: São as recompensas tangíveis, ou seja, o salário e o pacote de benefícios. É necessário fazer com que a remuneração de cada posição seja competitiva dentro do seu mercado.
  • Recompensas experienciais: Incluem desde apoio na gestão de carreira a programas de bem-estar físico, financeiro, emocional e social.
  • Recompensas emocionais: Passam pela realização de um trabalho com propósito e por uma cultura de reconhecimento e valorização do colaborador.

Como transmitir os valores do EVP ao público

Um relatório de 2018 com empresas da Fortune 500 indicou que 59% delas falham ao expor a sua Proposta de Valor ao Colaborador. É necessário que a proposta de valor para os empregados seja vivida no cotidiano da organização. 

Caso contrário, se o EVP se tornar apenas um discurso, isso gerará uma grande frustração nas pessoas. Além de colocar em prática as remunerações mencionadas, é importante investir na diversidade. 

Assegurar um ambiente de trabalho sem preconceitos, igualdade de remuneração entre homens e mulheres que ocupam as mesmas funções, entre outras atitudes, é uma das formas de transmitir, na prática, os valores da empresa.

Exemplos de EVP em empresas

Conclusão

O Zenklub oferece planos empresariais que vão muito além de terapia para os funcionários. Sua empresa pode contar com palestras, treinamentos e análises baseadas em dados sobre a saúde emocional dos seus times e áreas que podem contribuir para o desenvolvimento da EVP da sua empresa.

Referências

https://gptw.com.br/conteudo/artigos/componentes-de-um-bom-evp/

https://www.kenoby.com/blog/o-que-e-evp

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub