Escutar em audio

Estar “verde de ódio”, “com os nervos à flor da pele” ou “roxo de raiva” são expressões usadas para intensificar sentimentos. Além de muito comuns, elas também indicam que nosso corpo emite sinais para nos alertar de que algo não está bem em nosso organismo. Sinal de que corpo e mente estão em desequilíbrio.

Saiba a diferença entre somatização e doenças psicossomáticas

Diversas pesquisas na área da psiconeuroimunodermatologia (área da dermatologia especializada no estudo da relação entre pele e emoções) comprovam que os sistemas nervoso, endócrino e imunitário sofrem influência direta da mente, e que questões emocionais influenciam diretamente em áreas do nosso corpo.

Emoções têm forte influência na saúde. Entenda os sinais que o seu corpo dá 

Dermatoses como o vitiligo e a psoríase muitas vezes estão relacionadas a problemas emocionais. Caracterizada pelo aparecimento de placas vermelhas descamativas e de difícil controle, a psoríase geralmente aparece em pessoas exigentes, perfeccionistas e críticas. Além de uma predisposição genética, a tensão emocional e o estresse podem ter influência no aparecimento e agravamento das lesões.

Leia mais sobre psoríase e vitiligo 

No caso do vitiligo (dermatose caracterizada por manchas sem cor que se espalham por todo corpo sem nenhum outro sintoma), muitos relatos apontam o aparecimento das primeiras manchas após traumas emocionais e estresse.

Nos dois casos, além do tratamento médico é preciso investigar e tratar os aspectos emocionais que podem ter contribuído para o aparecimento das doenças. Só assim é possível encontrar soluções efetivas e duradouras.

Sobre a autora:
*Realiza consultas psicológicas por vídeo-chamada no Zenklub. 

Márcia Bergamini

Márcia Bergamini

Psicóloga Pós Graduada na linha Junguiana e Pedagoga com experiência de 35 anos em consultório e orientação de pais, alunos e professores. Especialista em Terapia regressiva. Supervisora na linha Junguiana.
Márcia Bergamini