Tempo se tornou um dos recursos mais valiosos nos dias atuais. Somos bombardeados por tantas informações que muitas vezes encontramos dificuldade para focar em um único assunto por muito tempo. Por isso, a educação também teve que se adaptar e conceitos como o microlearning começam a ganhar espaço. 

A estratégia de microlearning chega para otimizar e facilitar o aprendizado, criação de hard skills e soft skills e a gestão da educação corporativa. Por isso, vamos entender melhor como funciona o microlearning, seus princípios e quais são os maiores benefícios. 

O que é Microlearning?

O microlearning é a expressão em inglês para micro aprendizado e tem como significado uma técnica de ensino onde são passados conteúdos menores, mais objetivos e direcionados. 

Ou seja, é uma técnica de aprendizagem social onde o objeto de estudo é passado com uma linguagem simples e clara, e o tempo empregado para o estudo é mais curto, tornando o processo mais direto e dinâmico. 

Por ser disponibilizado em aulas mais curtas, geralmente o microlearning acontece de forma online, no ambiente digital. Isso porque é mais lógico disponibilizar vídeo-aulas curtas do que promover encontros presenciais em salas de aula com uma curta duração.

A importância do Microlearning nos dias atuais

Com a correria do dia a dia, muitas pessoas não conseguem encontrar um espaço na agenda para se dedicar aos estudos, pois demanda um tempo maior do que se pode dispor.

Geralmente aqueles que conseguem conciliar trabalho e estudo, o que leva à uma exaustão significativa, acabam em algum momento sendo insuficiente em uma das situações, comprometendo sua agilidade e acaba se tornando frequente a falta de atenção.

Como hoje em dia o trabalho se tornou uma prioridade e as empresas estão exigindo cada vez mais profissionais capacitados e com um leque de conhecimento maior, novas técnicas como o microlearning estão ganhando cada vez mais espaço.

A aplicação do microlearning que consiste em um estudo com informações mais objetivas em um curto período, vem se tornando uma forma mais viável de se ter mais profissionais capacitados no mercado de trabalho.

Perante a situação que se encontra o mundo hoje em decorrência da pandemia, a aplicação de treinamentos e cursos nessa modalidade, se tornou algo mais comum, pois é possível ter acesso até mesmo pelo celular.

Além disso, possibilitar o acesso de ferramentas de ensino como o microlearning para os colaboradores também ajuda no clima organizacional e endomarketing

Princípios do Microlearning

A necessidade atual de consumir conteúdo e informações que vão agregar conhecimento, de maneira rápida, fácil e com eficiência, está cada vez maior. Mas, é importante não deixar de lado a base e princípios da educação corporativa.

Com isso, o microlearning vem ganhando destaque por estar baseado em alguns princípios que o mundo corporativo vem valorizando cada vez mais. Abaixo podemos conhecer alguns princípios do microlearning.

  • Ensinar conteúdos complexos de forma simples e objetiva.
  • Fácil acesso aos conteúdos;
  • Baixo custo;
  • Disponibilizar respostas rápidas para problemas específicos.

Microlearning x Macrolearning: qual a diferença?

O microlearning é focado em disponibilizar para o consumidor informações de assuntos específicos de forma objetiva em um tempo menor e que possa ser acessada de forma rápida e fácil.

Já o macrolearning, trata-se de cursos e treinamentos mais longos, que abordam assuntos de forma mais ampla e exigem disposição de um tempo maior. Falando de uma forma popular, é o curso ou treinamento aplicado dentro da sala de aula.

Quando utilizar o Microlearning?

A aplicação do microlearning pode ocorrer em diversas situações, sendo na educação formal ou na empresarial. Porém é preciso atentar-se que a aplicação desse método é eficiente quando o assunto abordado pode ser dividido em conteúdos menores.

Esse método também pode ser usado quando é necessário relembrar pontos importantes que foram passados em treinamentos nos quais foram abordados assuntos específicos.

Por se tratar de conteúdos pequenos, uma das vantagens do microlearning é a facilidade de se atualizar e corrigir informações.

Benefícios do Microlearning na sua empresa

Considerando que o microlearnig é uma ferramenta para otimizar tempo, tanto da empresa que disponibiliza quanto do colaborador que consome. Com isso, listamos abaixo alguns benefícios que o microlearning pode proporcionar para ambas as partes.

Para a empresa

  • Aumento da produtividade

O microlearning tende a exigir menos tempo do colaborador para consumir o assunto disponível, assim permitindo que ele se dedique a empresa por mais tempo e coloque em prática aquilo que foi ensinado.   

  • Baixo custo

Por se tratar de uma ferramenta menor, que exige menos tempo do colaborador e focada em assuntos mais específicos, é algo mais barato de se produzir. Além disso, o microlearning tende a ser aplicado no ambiente digital, dispensando os custos do presencial.

  • Fácil atualização

Caso se faça necessário acrescentar informações no curso ou treinamento de pessoas, é possível realizar a alteração apenas daquele assunto específico, sem ter que necessariamente afetar os demais tópicos que não precisam de atualização

Para o colaborador

  • Acessível

Geralmente, o microlearning trata de um conteúdo mais rápido e fácil de ser acessado. De uma forma mais popular, é um conteúdo que o colaborador pode ter na palma da mão.

  • Rápido

Por conter cursos e treinamentos pequenos, onde ao ser dividido, cada vídeo assistido deve consumir de 2 a 5 minutos do tempo do colaborador.

  • Favorece o ensino

Por atender as necessidades de aprendizagem imediata do colaborador abordando assuntos específicos.

Microlearning corporativo: como implementar na sua empresa

O microlearning pode ser inserido na empresa para complementar treinamentos, capacitar funcionários disponibilizando cursos e quando ocorre uma deficiência de comunicação e se faz necessário reforçar algumas informações.

Para a aplicação do microlearning, é muito importante que a empresa se certifique das seguintes ações:

  • Ter em mãos o planejamento estratégico.
  • Dividir os conteúdos em assuntos específicos, para que cada colaborador consiga acessar diretamente apenas o necessário para aquele momento
  • Produzir conteúdos mais dinâmicos e de fácil acesso para o colaborador.

Exemplos de microlearning

O exemplo mais comum de microlearning são as videoaulas que abordam assuntos específicos e que podem durar de 2 a 5 minutos.

Porém não existem apenas as videoaulas, o microlearning podem ser aplicados em forma de animações, podcasts, entrevistas, estudos de caso entre outros.

O Microlearning nas redes sociais

As redes sociais nos tempos atuais não são mais utilizadas apenas para entretenimento e descontração. Hoje já se tornaram aptas também para transmitir conhecimento de maneira mais leve, descontraída e informal.

Com a possibilidade de criação de vídeos curtos, com uma edição mais leve e menos engessada, alcançando uma proporção e um público além do imaginado, a aplicação do microlearning nas redes sociais vem sendo cada vez mais constante.

Pois, hoje, a probabilidade de um vídeo curto de 15 segundos ou 1 minuto ser assistido por completo, é muito maior do que a leitura de um artigo que pode até levar horas.

Ensino a distância (EAD) e o microlearning

Com o passar dos anos e com a evolução da tecnologia, a sigla EAD vem se tornando cada vez mais popular. Porém, diferente do microlearning, o ensino a distância consiste em video aulas e módulos mais extensos.

Explicando de uma maneira mais simples, é que ao invés de estar presente na sala de aula, o aluno consegue assistir às aulas através do computador ou eletrônico que possibilita seu acesso.

Mas se os alunos podem assistir as aulas de qualquer lugar e com um aparelho que possibilita esse acesso, o que difere do microlearning?

É simples, o microlearning consiste em videoaulas de cursos e treinamentos mais curtas, com menor duração de tempo (de 2 a 5 minutos no máximo), abordando assuntos específico e de forma mais leve e objetiva, tomando menos tempo da rotina de quem o consome, diferente do EAD que pode ocupar horas da rotina do aluno e abrange um leque de assuntos muito maior dentro do curso ou treinamento que está sendo aplicado.

Mas, vale lembrar que o ensino a distância também vem se apropriando cada vez mais das técnicas do microlearning, em uma tendência de segmentar cada vez mais os conteúdos apresentados. 

Conclusão

Se você faz parte do time de Recursos Humanos sabe que é importante estar atento com as tendências do mundo corporativo e da gestão de conhecimentos. O microlearning é uma ferramenta que vem ganhando cada vez mais espaço e relevância. Empresas que focam em dar capacitação para seus funcionários podem ver o desenvolvimento refletido nos números.

Mas, sabemos que otimizar e garantir a qualidade desses processos pode ser um grande desafio. Por isso, contar com a ajuda de uma equipe variada de profissionais como psicólogos, terapeutas e coaches pode facilitar essa jornada. 

Investir em autoconhecimento dentro da sua empresa garante retorno em bem-estar, qualidade de vida e financeiro para todos. Ganhe em performance e impulsione os resultados da sua empresa investindo em gestão de saúde emocional com o Zenklub.

COMECE AGORA.

Referências

BUCHEM, Ilona; HAMELMANN, Henrike. Microlearning: a strategy for ongoing professional development. eLearning Papers, n. 21, p. 1-15, set. 2010.

SOUZA, Marcia; AMARAL, Sérgio. Modelo de produção de microconteúdo para aprendizagem com mobilidade. 2014.

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub