Liderança feminina e rede de apoio

24 abril, 2021 |

5

Você já votou neste post

Onde ouvir também:

Este artigo é baseado em nosso podcast de saúde emocional, o Zencast. Neste episódio, falamos com Elisa Tawil sobre liderança feminina. Para conferir a entrevista completa, ouça o episódio no player acima.

A convidada começa a entrevista com uma frase interessante: “A liderança é uma virtude, um comportamento, um modo de vida.” Ou seja, a partir do momento que decide fazer algo na sua vida, você assume uma atitude de liderança, é algo que você se permite ter e agir como.

Liderança feminina e desigualdade de gênero

Segundo o IBGE, 8 milhões e meio de mulheres estão fora do mercado de trabalho, enquanto isso, segundo o CAGED mais de 230 mil vagas foram criadas para homens, enquanto que 87 mil mulheres perderam seus empregos.

Diante deste dado, a convidada fala sobre um pilar que é importante para que as empresas entendam o enfrentamento de mulheres no mercado de trabalho que não é de hoje: tomar consciência. Ou seja, ter em mente que as mulheres estão mais prejudicadas que os homens durante a pandemia. 

Então, a partir do momento que se tem consciência deste fato, é necessário que sejam criadas ações afirmativas. No caso, vagas de emprego específicas para mulheres.

Pensando no momento atual e em como ajudar mulheres a voltarem pro mercado de trabalho, a convidada criou o “Projeto capacita” que oferece bolsas de estudos para que mulheres que perderam o emprego durante a pandemia possam fazer um curso técnico, se especializar e voltar ao mercado de trabalho. 

Além disso, ela levanta outro ponto interessante: 

“Como você pode contribuir para minimizar os impactos de desigualdade de gênero durante a pandemia? Se cada um de nós fizermos uma contribuição, a gente vai poder diminuir esse hiato histórico.”

Elisa também nos convida a refletir sobre o recorte racial que é olhar para a questão da mulher negra. Ela diz que no seu programa, 50% das bolsas são destinadas a mulheres negras e pardas.

Como uma mulher pode ter atitude de liderança com a própria vida?

Os 5 pilares da liderança

Juntamente com Izabella Camargo, Elisa cita os 5 pilares da liderança. Esses que são essenciais para que cada uma comece a entender que ser líder vai além de ter um cargo com o mesmo nome dentro de uma empresa. Confira abaixo: 

1 – Estado de Presença: é quando você está disponível para o momento. Ou seja, ela diz que seja numa meditação, leitura, ou no próprio trabalho, ter momentos de presença vai te ajudar no processo de liderança. Se perceba.

2 – Energia interna: como o nome já diz, é fazer uma conexão consigo mesma. Saber onde e como fazer com que a sua energia seja inteira novamente. E também perceber quando sua energia está alta ou baixa.

3 – Integridade: se reconhecer, saber seus defeitos e qualidades e isso, nem sempre, pode ser prazeroso. 

4 – Flexibilidade: neste pilar, a convidada lembra que ser flexível, não quer dizer que você tenha de perder sua identidade ou deixar de fazer algo que goste, é preciso se conhecer e saber o momento certo para praticá-la.

“O ‘não’ faz parte da consciência feminina, da mulher exercer a sua liderança.”

5 – Congruência: Para a convidada, congruência é alinhar quem você é, ao que você faz, ou seja, ter atitude.

“A liderança não tem a ver com cargo, ela tem a ver com posição e com quem você é.”

Para finalizar, Elisa pede para que as empresas tenham consciência não só do momento atual de pandemia que estamos vivendo e que reflete muito na vida da mulher, mas no geral. 

Usar os 5 pilares da liderança também de forma corporativa, adotando-os dentro da empresa e fazendo com que a liderança feminina faça a diferença e seja benéfico para todos. 

Convidado

Elisa Tawil

Elisa Tawil é formada em Arquitetura e pós graduada em Administração de Empresas. Além disso, é podcaster e mentora de profissionais de diversas áreas.

Mostrar comentários

Deixe seu comentário

13524