Vamos falar sobre Transtornos Alimentares? Neste artigo, vou apresentar as principais diferenças e similaridades entre “Compulsão Alimentar”, “Bulimia” e “Anorexia”. A partir de agora, responda às perguntas abaixo.

  • Você se sente fora de controle quando está comendo?
  • Pensa em comida o tempo todo?
  • Come escondido?
  • Come até se sentir estufado/cheio?
  • Você come para fugir das preocupações, aliviar o stress ou para confortar a si mesmo?
  • Sentes-se envergonhado depois de comer?
  • Você se sente impotente para parar de comer, mesmo que você queira?

Então, quanto mais respostas “sim”, mais provável que você tenha transtorno de compulsão alimentar.

O que é Compulsão Alimentar?

Compulsão Alimentar é um transtorno caracterizado por episódios recorrentes de compulsão. Então, você ingere grandes quantidades de alimentos (na maioria das vezes de forma muito rápida e só consegue parar quando sente desconforto). 

Então, isso vem acompanhado de um sentimento de total perda de controle de si mesmo. Além disso, a pessoa que sofre de compulsão alimentar sente vergonha, angústia e/ou culpa depois do episódio de compulsão.

Além disso, você já deve ter ouvido alguém te dizer: “Se você quer emagrecer, é só fechar a boca.”.

Por isso, para quem tem um transtorno alimentar, não é tão simples assim. Então, por se tratar de um transtorno psíquico, é preciso um acompanhamento psicoterápico. Além disso, muitas vezes, a associação de psicoterapia e um acompanhamento psiquiátrico é muito importante.

Qual a relação da Compulsão Alimentar com a Bulimia?

Normalmente, (porém, nem sempre) as pessoas que têm compulsão alimentar desencadeiam Bulimia, pois o sentimento de culpa depois de comer faz com que a pessoa queira se livrar daquele incômodo.

O que é a Bulimia?

A Bulimia Nervosa é um transtorno alimentar no qual uma pessoa oscila entre comer exageradamente, com um sentimento de perda de controle sobre a alimentação, e episódios de vômitos ou uso de laxantes tentando impedir o ganho de peso. 

O distúrbio leva as pessoas a estarem sempre preocupadas com a aparência e, principalmente, com o peso.

Por isso, separei abaixo, 8 principais sintomas da Bulimia. Confira:

  1. Preocupação excessiva com o peso e com a silhueta;
  2. Medo de ganhar peso;
  3. Falta de controle sobre o que come;
  4. Comer em excesso até sentir desconforto;
  5. Ir ao banheiro imediatamente após as refeições;
  6. Forçar vômito depois de comer;
  7. Fazer uso de diuréticos e laxantes depois de comer;
  8. Por fim, usar suplementos diários de perda de peso.

Então, além dos sintomas citados acima, existem outras manifestações clínicas importantes que devo ressaltar que podem ocorrer com a Bulimia: 

Psicológica Cognitiva – alterações cognitivas como generalizações excessivas, aumento das consequências negativas, pensamento dicotômico (tudo ou nada), pensamentos de superstição e sentimentos de ineficácia

Transtornos Psicopatológicos – problemas afetivos, ansiedade, depressão, transtorno com a imagem corporal, baixa capacidade de concentração, alcoolismo, uso de outras drogas, risco de condutas suicidas e de condutas autodestrutivas (se autolesionar, por exemplo)

Social – por fim, na fobia social, a pessoa quer se esconder, se sente envergonhada

O que é Anorexia?

A Anorexia é um transtorno alimentar e psicológico que consiste na persistência em manter o peso corporal significativamente abaixo do normal. Além disso, existe uma obsessão com o peso, levando a uma perda de peso muito elevada. Então, esse distúrbio conduz a uma percepção distorcida do próprio corpo, que leva a pessoa a se ver sempre gorda.

Confira também 10 principais sintomas da Anorexia:

  1. Medo de comer na presença de outras pessoas;
  2. Preocupação por todo tipo de alimento;
  3. Privação drástica / restrição à comida;
  4. Excesso de atividade física;
  5. Negação quando questionado sobre o transtorno;
  6. Ausência de no mínimo 3 menstruações. A Anorexia causa sérios danos ao sistema reprodutor feminino;
  7. Anemia;
  8. Bulimia, que pode vir como consequência em pessoas anoréxicas;
  9. Danos intestinais, quando se faz uso excessivo de laxantes;
  10. Danos renais, quando se faz uso excessivo de diuréticos.

Além disso, essa é uma enfermidade com alto índice de mortalidade devido às alterações cardiovasculares e eletrolíticas importantes durante o processo de realimentação do tratamento e, também muitas vezes, por suicídio.

Em 40%, 50% dos casos, temos um bom prognóstico até a recuperação total do paciente. O tratamento deve ser multidisciplinar com psicólogos, psiquiatras, endocrinologistas e nutricionistas.

Por isso, a Bulimia é um transtorno mais comum do que a Anorexia, aparecendo quatro vezes mais do que a Anorexia.

As principais diferenças entre esses transtornos alimentares são: 

  • Presença de baixo peso corporal – Anorexia
  • Presença ou não de compulsão com posterior conduta compensatória e sentimento de culpa – Bulimia

Busque ajuda

Então, se você já tem o diagnóstico de um desses transtornos, ou se identificou com algum dos sintomas citados, é importantíssimo que você procure ajuda terapêutica. Por fim, esses transtornos são psíquicos e sérios e devem ser tratados com especialistas.

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e preocupações. Você pode conversar comigo sobre transtornos alimentares, ansiedade, autoconhecimento, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende uma sessão comigo agora!

Este artigo foi útil?

5

Você já votou neste post

Publicado por:

Perla Carvalho

Publicado por:

Perla Carvalho

Psicóloga formada pela UFRJ, com formação clínica em Gestalt Terapia, pós-graduada em Psicossomática e Dietética/Nutrição (Especialização em transtornos alimentares - curso feito na Espanha). Experiência clínica de anos em tratamento de depressão, ansiedade, transtornos psicossomáticos e alimentares. Acredito que focando em suas habilidades/forças, podemos tratar o sofrimento de uma forma mais leve. CRP: 05/17903.