É totalmente notável que, quando ficamos adultos, nosso círculo de amigos diminui, e fazer novos amigos na vida adulta acaba sendo ainda mais difícil. Mas você sabe por qual motivo?

A mudança de rotina 

Quando crianças, fazer amigos era algo muito simples, você só precisava fazer uma atividade ou brincar com outro coleguinha e pronto, se tornavam amigos. Na adolescência, você se aproximava de quem possuía os mesmos gostos. Agora, na vida adulta, com o aumento de responsabilidades, relacionamentos, filhos e trabalho, criar amizades acaba se tornando uma tarefa difícil.

A mudança de rotina e falta de tempo para criar um laço duradouro acabam atrapalhando bastante. Com tantas coisas para fazer, não sobra tempo para investir na vida social.

Além da dificuldade em encontrar tempo, certos aspectos da personalidade de uma pessoa podem impedir novos relacionamentos: como timidez, baixa autoestima, falta de autoconfiança, falta de habilidade social ou tendência ao isolamento. Você precisa encontrar a origem do problema e combatê-lo.

Dificuldade em confiar

Após os prejuízos causados pela Covid-19, em em uma pesquisa com adultos, a maior dificuldade apontada para fazer novos amigos é a falta de confiança. Dito isto, as pessoas têm mais dificuldade em confiar em novos amigos e investir totalmente em suas amizades agora do que quando mais jovens. 

Adultos são complicados, por termos mais autoconsciência que as crianças e adolescentes, temos opiniões formadas e corremos mais riscos em sermos julgados pelos demais. Dessa forma, fica difícil confiar e contar sobre o que pensamos para outras pessoas.

Se em algum momento fomos rejeitados em amizades ou traições, pode ser mais difícil confiar nos outros no futuro. Confiar em um novo amigo significa que se nos abrimos, logo então nos tornamos vulneráveis, assim como nos relacionamentos amorosos.

Para mantermos uma amizade precisamos de tempo

A falta de tempo é a razão mais comum relatada pelos adultos para não conseguirem fazer novas amizades.

Sempre estamos ocupados com o trabalho e a família, é difícil arrumar um tempo para sair, socializar e conhecer pessoas novas. E mesmo que encontremos uma boa amizade, a falta de tempo dificulta também os encontros. 

Para desenvolver novas amizades também é necessário obter um tempo de qualidade, afinal, para ter bons amigos é importante que tenhamos uma boa conexão pessoal. 

Amizades e redes sociais

O grande paradoxo em ter muitos “amigos” virtuais e na vida real não, por que será que isso acontece? 

Na verdade, o ambiente digital viabilizou uma infinidade de conexões e possibilidades de interação, o que poderia fazer com que as pessoas tivessem mais amigos, correto?  Não, nem sempre isso é possível, o que vemos é que, geralmente, no ambiente digital, as pessoas buscam interações mais rápidas e de pouca profundidade. 

A distância cria um ambiente de pouco compromisso de ambas as partes, podendo dificultar que as relações de base de conexão mais profundas ocorram. 

Claro que é perfeitamente possível que amizades profundas no ambiente digital aconteçam, porém sabemos que para grande parte das pessoas a interação presencial com amigos pode ser estimuladora e mais satisfatória.

Lembrando que muitas vezes no ambiente digital nem sempre precisamos ser nós mesmos, podemos escolher o que queremos mostrar, em que realidade viver, quem gostaríamos de ser, e principalmente escondermos quem realmente somos, o que pode explicar em partes o motivo desses amigos virtuais não serem opções para a vida real.

Dicas para fazer mais amigos na vida adulta

É perfeitamente possível superar esses obstáculos e formar amizades na idade adulta. São pequenas ações e mudanças de comportamento que vão te ajudar a recuperar amizades perdidas, conquistar novas e, o mais importante, devolver pessoas que foram são importantes para sua vida. Anote as dicas:

  • Se respeite

Respeite seus gostos e afinidades, busque estar perto de pessoas que te aceitam como você é, para manter amizades não é necessário que você se anule;

  • Não se atente à quantidade

Não se atente apenas a quantidade, preze pelas conexões verdadeiras e de qualidade;

  • Seus amigos não precisam ser iguais a você

Esperar que seus amigos pensem e gostem exatamente iguais a você, pode ser um erro, foque nas semelhanças e não apenas nas diferenças;

  • Comece a sair de casa

Frequente lugares com pessoas que você tem afinidade e esteja disposto a viver novas experiências, um novo esporte uma aula de dança por exemplo;

  • Tome mais iniciativas 

Não tenha medo de ser expansivo, convide pessoas das quais quer se aproximar para tomar um café, por exemplo;

  • Recupere amigos do passado 

Aqueles amigos do passado que perdemos o contato podem ser uma ótima investida para nos aproximarmos novamente. Ligue, marque um café e coloque o papo em dia;

  • Mergulhe na sua vulnerabilidade 

Você controla o quanto você confia e até onde você se abre. Se você tem problemas para confiar nas pessoas, tente compartilhar suas informações pessoais lentamente e não todas de uma vez. Ah, seja verdadeiro com seus sentimentos e necessidades, e não se esqueça que a vulnerabilidade cria conexão!

Como a Psicoterapia Pode te Ajudar

Muitos não conseguem socializar e fazer novos amigos por conta de problemas de habilidades sociais, ou até mesmo de confiança, medo de abandono e inseguranças, etc. O psicólogo pode te ajudar a entender melhor sua dinâmica para com a relações sociais de amizades, visando identificar padrões de funcionamento que estejam te atrapalhando neste processo.

 Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e preocupações. Você pode conversar comigo sobre amizades, carreira/trabalho, ansiedade, autoconhecimento, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende sua sessão comigo agora.

Fontes:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-60286091

https://g1.globo.com/especial-publicitario/a-vida-e-pra-ja/noticia/2021/12/23/oito-dicas-para-fazer-amigos-na-vida-adulta.ghtml

https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0191886920302324?casa_token=jFruqWmzvvwAAAAA:3Qtg1rzLNZtz2xVvWjQHFMNmM-trCiJiosUKN_OsnQoxu4-lyAIPpF8PvPLFSdxzpXMYSU0i-g

Este artigo foi útil?

4.67

Você já votou neste post

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Psicólogo com experiência em Gestão de Pessoas e Atendimento Clínico, Formado em Administração/Processos Gerenciais pela UNINTER e em Psicologia pela INESUL, é Especialista em Gestão de Pessoas e em Terapia Cognitiva Comportamental. Profissional/psicólogo do Zenklub desde 2019, criador da página @esepararprapensar na qual divulga conteúdos voltados à reflexão e promoção de saúde mental. CRP: 08/29800.