Deixar de realizar as coisas que deseja por não se sentir seguro ou capaz de algo, pode ser a realidade de muitos. 

A insegurança pode ser um conjunto de crenças limitantes que afetam diretamente as relações e a vida de quem as têm, além de ser a base para desencadear diversos problemas emocionais.   

Que tal entender um pouco mais sobre ela?

O que é?

A insegurança é um sentimento de mal-estar geral em relação à percepção de si mesmo, que é desencadeado por uma série de pensamentos negativos que são resultado de crenças centrais. Pensamentos como de que não é bom o suficiente, de que é inútil ou que não é amado, geralmente são muito presentes em pessoas inseguras. 

A pessoa insegura se enxerga como alguém vulnerável e fraco, podendo desistir de oportunidades e sonhos por conta desse sentimento. Ela também pode ter dificuldades em se destacar profissionalmente, e em ter relações sociais (amizades ou amorosas).

Essa autoimagem pode se dar por diversos acontecimentos na vida do indivíduo, lembrando que a educação e cuidado que recebemos na infância e adolescência são cruciais para desenvolvimento de indivíduos mais seguros e confiantes.

Pessoas inseguras convivem com o constante medo de falhar ou de não corresponder à expectativa dos outros. Desse modo, o sentimento de incapacidade e de não merecimento pode te levar a desenvolver problemas de autoestima, ou gerando condições de dependência afetiva e emocional. 

É muito importante ficar atento ao excesso de insegurança, pois geralmente também pode estar ligado a alguns transtornos como a ansiedade e a depressão

Como identificar se sou uma pessoa insegura?

A pessoa que convive com esse sentimento pode apresentar muitas características, como por exemplo: 

  • Baixa autoconfiança

Uma pessoa que é emocionalmente insegura não tem autoconfiança, assim, não consegue assumir riscos ou conduzir sua vida para o sucesso. 

  • Perfeccionismo 

Se você está inseguro, começa a ter a necessidade de realizar tudo com perfeição para ter a aprovação alheia, ou até mesmo a sua própria aprovação, caso contrário se culpa ou se cobra constantemente. 

  • Dependência emocional

A dependência emocional, como já dito antes, pode ser uma das consequências de uma pessoa emocionalmente insegura. Você constantemente irá buscar a validação do seu parceiro para cada ato ou decisão que tomar.

  • Vulnerabilidade 

Se você é uma pessoa insegura, acaba se sentindo traído facilmente, contrariado facilmente e sempre fica na defensiva para se “proteger” desses acontecimentos. 

Ações que uma pessoa insegura apresenta

Além das características citadas acima, uma pessoa insegura age de certas formas devido a esse sentimento de incapacidade, como:

  • Se isolar

Por medo de não ser aceito ou de errar; se você é inseguro acaba deixando de sair com amigos e familiares. Prefere ficar em casa em um ambiente que se sinta confortável.

  • Não consegue dizer “não”

Por medo de magoar o outro e ter sua imagem afetada; você possui dificuldade em dizer “não”, resultando muitas vezes em situações desconfortáveis.

  • Se sentir inferior

Se você é inseguro, acaba tendo o hábito de se colocar em uma posição de inferioridade. Sempre acha que as outras pessoas são mais inteligentes, divertidas e interessantes que você. 

  • Procrastinação 

Você tem medo de não realizar direito as atividades que precisa fazer, por isso, acaba sempre adiando dar início a elas.

  • Não querer tomar iniciativas

Como dito antes, por medo de não conseguir realizar o que está proposto, se você é inseguro acaba tendo dificuldade em ter a ação de começar, mesmo muitas vezes já tendo todo um plano estruturado e já sabendo o que fazer. 

  • Não consegue tomar decisões sozinho

Devido a constante necessidade de validação de outras pessoas e medo de tomar iniciativas, se você é inseguro sempre antes de tomar qualquer tipo de decisão, irá buscar a opinião de terceiros.

Há muitas ações que pessoas inseguras estão habituadas em realizar, essas ações sempre estão atrapalhando e provavelmente adiando muitos projetos e sonhos. Desse modo, é importante ficar atento no quanto a insegurança está influenciando no seu comportamento do dia a dia.

Afinal, já parou para pensar quanta coisa deixa de fazer por conta da insegurança?

Como lidar com a insegurança?

Lidar com a insegurança pode ser uma tarefa difícil, mas não impossível. Aqui vai algumas dicas para lidar com esse sentimento limitante e conseguir se tornar alguém mais confiante e seguro:

  1. Descubra quais são suas crenças limitantes;
  2. Pare de se culpar, tenha mais autocompaixão; 
  3. Adquira novos conhecimentos e competências;
  4. Não tente ser perfeito o tempo todo;
  5. Pare de se comparar com outras pessoas;
  6. Tenha seus objetivos pessoais e se concentre neles;
  7. Dê mais atenção em desenvolver sua autoconfiança;
  8. Lembre-se que você já superou muitas coisas;
  9. Busque ajuda profissional.

Se você notar que convive com muitas características apresentadas no texto, é fundamental procurar ajuda especializada. 

Como a psicoterapia pode te ajudar

O psicólogo irá te ajudar a identificar as razões que o faz se sentir inseguro. Também irá te auxiliar a descobrir e a desenvolver suas competências através de várias técnicas, visando a aumentar a sua compreensão do sentimento de insegurança para que você possa desenvolver enfrentamentos mais funcionais, para uma vida mais confiante.
 

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e preocupações. Você pode conversar comigo sobre insegurança, carreira/trabalho, ansiedade, autoconhecimento, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Este artigo foi útil?

4.69

Você já votou neste post

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Psicólogo com experiência em Gestão de Pessoas e Atendimento Clínico, Formado em Administração/Processos Gerenciais pela UNINTER e em Psicologia pela INESUL, é Especialista em Gestão de Pessoas e em Terapia Cognitiva Comportamental. Profissional/psicólogo do Zenklub desde 2019, criador da página @esepararprapensar na qual divulga conteúdos voltados à reflexão e promoção de saúde mental. CRP: 08/29800.