Se você trabalha sem pausas e não consegue ficar sem pensar no seu trabalho, você pode ter se tornado um Workaholic. Trabalhar por várias horas seguidas é algo comum para muitas pessoas. Mas já parou para pensar que o trabalho em excesso pode ser muito prejudicial para a sua saúde mental?

Afinal, o que é Workaholics?

Em geral, Workaholics seria quem é viciado em trabalho, um trabalhador compulsivo. São pessoas que optam por trabalhar muito, e começam a basear toda a sua rotina nisso. 

Muitas pessoas trabalham em excesso não só para satisfazer as demandas da empresa, mas também como forma de atingir seus objetivos pessoais. 

Pela alta competitividade no mundo corporativo, ganância e vaidade, muitos optam por trabalhar demais para chegar ao topo, levando em consideração que para conseguir o sucesso devem se esforçar mais e mais.

Para os Workaholics, é considerado um elemento performático quando exibem a carreira dos sonhos, por fazer algo significativo e até mesmo a própria exaustão como um tipo de troféu.

Segundo a reportagem da BBC Workk Life, novos estudos mostram que trabalhadores em todo o mundo estão fazendo uma média de 9,2 horas extras não remuneradas por semana — em comparação com 7,3 horas um ano atrás.

A pessoa que não consegue se desligar dos seus afazeres laborais, nem mesmo nas férias, finais de semana e feriados, acaba deixando de lado sua vida social para focar totalmente em seus resultados no trabalho, o que pode afetar a saúde mental.

Por que isso acontece?

Primeiro para entendermos o porquê isso acontece, devemos entender a origem do Workaholics.

Desde o século 16, o trabalho árduo e a busca pelo lucro eram vistos como algo virtuoso. A sociedade começou a glorificar os empreendedores que diziam querer mudar o mundo e que nos contavam como estruturavam suas rotinas exaustivas para conseguir isso. E então o trabalho exaustivo começou a ser romantizado e se tornou algo comum.

As pessoas trabalham longas horas em todo o mundo por motivos diferentes, pela cultura em seus países ou porque acham instigante. 

Atualmente, muita gente trabalha mais do que deveria para pagar dívidas, simplesmente manter seus empregos ou subir na carreira (e, em muitos casos, as empresas esperam que os funcionários trabalhem horas extras e estejam constantemente disponíveis).

Anat Lechner, professora clínica de administração na Universidade de Nova York, nos EUA diz:

“Nós glorificamos o estilo de vida, e o estilo de vida é: você respira algo, dorme com algo, acorda e trabalha nisso o dia todo e depois vai dormir.”

Desse modo, a rotina exaustiva no trabalho ganhou normalidade. Mas o estilo de vida Workaholic pode trazer sérias consequências para a saúde mental, envolvendo burnout, estresse, depressão, ansiedade e etc.

Sinais e Sintomas que você se tornou um Workaholic

Mas como saber que você está trabalhando demais e se tornou um Workaholic? 

Geralmente as pessoas que mudaram toda sua rotina de acordo com seu trabalho, apresentam sinais em seu comportamento, como:

  • Estresse constante

O estresse no trabalho é algo muito comum, mas os Workaholics acabam ficando estressados por não estarem trabalhando, e muitas vezes acabam sofrendo com sintomas de abstinência.

  • Deixar os Hobbies de lado

A falta de equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal acaba te deixando sem tempo para fazer as coisas que geralmente gostava. Como o Workaholic se dedica a maior parte do seu tempo trabalhando ou pensando no trabalho, começa a deixar as coisas que fazia para se distrair de lado.

  • Ficar impaciente com seus colegas de trabalho

Você fica frustrado com os colegas que trabalham menos que você. Na sua perspectiva para o trabalho ter bons resultados de produtividade, é necessário passar muitas horas se dedicando naquilo.

  • Você sempre fala de trabalho

Se o assunto não é sobre o seu trabalho, você acaba ficando desinteressado e indiferente em relação a qualquer interação com outra pessoa. Falar sobre o trabalho é seu tópico favorito a se comentar. 

  • Trabalhar mais que o necessário

Você é o primeiro a chegar e o último a sair. A falta de gerenciamento do tempo e a necessidade de trabalhar mais e mais, acaba sendo algo constante na sua rotina diária. Acaba relacionando que quanto mais horas de trabalho melhor é seu desempenho.

Fique atento a alguns sinais

Há outros sinais que começam a se manifestar na saúde de um Workaholic, como:

O fato é que, a compulsão por trabalho sempre afeta a vida pessoal e saúde mental de quem está passando por tal problema. Se você se identifica com alguns desses sinais ou sintomas, é hora de buscar ajuda.

Do Glamour ao Burnout

Devido ao grande excesso de trabalho, é muito provável que os Workholics cheguem à exaustão mental e emocional relacionada ao trabalho. Ou seja, o Burnout, que nada mais é que um distúrbio emocional resultante de situações de trabalho e que em 2019 foi reconhecido pela OMS como grave “fenômeno ocupacional”.

Antes que você queira acompanhar freneticamente o ritmo da empresa e/ou de alguns colegas de trabalho que glamourizam ser “Workholic”; por exemplo alegando “nossa ontem todo mundo ficou até meia noite no trabalho, equipe maravilhosa”, pense o quanto a normalização de horas e horas de trabalho podem te levar a ter serias questões de ordem emocional e mental.

Como a psicoterapia pode te ajudar

O psicólogo irá te ajudar a identificar os pontos que influenciam seu comportamento e a ouvir todas as suas preocupações. O processo também irá te ajudar a controlar seus sentimentos e, principalmente, a administrar seu tempo e sua rotina, inclusive relaxar.

Eu posso te ajudar

Eu posso te ajudar a entender os seus sentimentos e preocupações. Você pode conversar comigo burnout, carreira/trabalho, ansiedade, autoconhecimento, autoestima e depressão.

Vem comigo nessa jornada rumo ao autoconhecimento!

Agende sua sessão comigo agora.


Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/vert-cap-57314657.amp; https://www.roberthalf.com.br/blog/carreira/7-sinais-de-que-voce-e-um-workaholic

Este artigo foi útil?

5

Você já votou neste post

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Publicado por:

Andre Luis Cuani

Psicólogo com experiência em Gestão de Pessoas e Atendimento Clínico, Formado em Administração/Processos Gerenciais pela UNINTER e em Psicologia pela INESUL, é Especialista em Gestão de Pessoas e em Terapia Cognitiva Comportamental. Profissional/psicólogo do Zenklub desde 2019, criador da página @esepararprapensar na qual divulga conteúdos voltados à reflexão e promoção de saúde mental. CRP: 08/29800.