Apesar da autoestima ser construída ao longo da vida, é na infância que as sementes são plantadas e portanto a importância da autoestima das crianças. A autoestima é a percepção que o indivíduo tem de si próprio, podendo ela ser positiva ou negativa.

Quando, por exemplo, pessoas que têm papel significativo na vida de uma criança ficam constantemente dizendo ou fazendo coisas que a deixam triste, o conteúdo desses comentários são levados a sério por ela. Não importa se o que foi dito é apenas “para o bem delas”, como algumas pessoas costumam acreditar e relatar. O mesmo acontece quando a criança é alvo de muitas críticas, ou até mesmo muito cobrada por desempenho.

Para que se certifiquem de que são amadas e valorizadas pelo que são, as crianças precisam receber mensagens diretas, consistentes e encorajadoras a respeito delas. Destaco ainda o papel importantíssimo da mãe no ambiente familiar e dos professores no ambiente escolar no processo de formação da identidade da criança.

Pais e professores devem atuar em colaboração

É importante e necessário pensar na qualidade dos relacionamentos vivenciados na infância e quais as mensagens que as crianças recebem ao longo de seu desenvolvimento. Pais, familiares e amigos, assim como os professores, têm papel importante para a construção da autoestima das crianças.

Quando somos sensíveis e receptivos às necessidades da criança, estamos preparando essa criança para sentir-se mais fortalecida e confiante na vida. Ao ir para a escola, momento em que o processo de aprendizagem e socialização se intensificam, o professor também terá um papel muito importante na consolidação da percepção que a criança vai construindo a respeito dela, que é a construção da identidade.

A pedagoga Juliana Palma, professora de alunos com idade entre 5 e 6 anos, reforça essa importância.  “O professor tem papel crucial para a formação da autoestima do aluno. Assim como a família, somos uma importante referência na construção da personalidade, no amadurecimento e no desenvolvimento como um todo”.   

Assim, pais e professores devem trabalhar juntos, ser parceiros, ajudando a criança a desenvolver sempre um sentimento positivo do próprio eu. “O carinho, o respeito e o amor com certeza tocam o aluno e são os melhores estímulos para a construção de uma boa autoestima”, afirma Juliana.

(Não são só as crianças que precisam de uma boa autoestima. Escrevemos um artigo que mostra como um adulto pode desenvolver e aumentar sua autoestima)

Importância da autoestima das crianças

As crianças cujas necessidades emocionais são satisfeitas costumam desenvolver uma autoestima positiva. Mostram-se seguras e confiantes frente à vida, lidam melhor com críticas, assumem mais riscos, costumam ser bastante motivadas, interessadas e não temem tanto os novos desafios.

Se tiver com dúvidas e quiser um aconselhamento especializado, agende uma sessão de orientação comigo (Anna Frimm) ou com outro dos nossos especialistas. O Zenklub é a maior rede credenciada de psicólogos online, onde você tem acesso a mais de 100 especialistas por vídeo-consulta.

Leia também:

  • Tudo o que você precisa saber sobre autismo  e sobre a Síndrome de Asperger nas crianças
  • O que é dislexia e como seu filho pode conviver bem com esse distúrbio de aprendizagem

Este artigo foi útil?

Você já votou neste post

Publicado por:

Zenklub

Publicado por:

Zenklub