Viver um relacionamento a dois requer autoconhecimento, paciência e muito exercício de empatia. Se se conhecer é o primeiro passo para saber o que você quer e até onde você pode ceder, entender o comportamento e os desejos do outro sem que isso anule a sua individualidade também é um caminho que precisa ser trilhado em conjunto.

Mas, por mais que tenhamos consciência daquilo que queremos e do que estamos dispostos a fazer, conforme o relacionamento amadurece, é normal que nos esqueçamos de que os valores do outro também estão em jogo.

Então, se você acha que o seu relacionamento está em risco e acredita que isso pode estar sendo provocado pelo comportamento de um dos dois (ou conjuntamente pelos parceiros), preparamos uma lista com hábitos que podem estar colocando seu relacionamento em risco. Confira:

Você planeja os programas a dois sem consultar as vontades do outro
Preparar uma surpresa para a pessoa amada é uma delícia, mas surpreender negativamente pode ser uma cilada. Programar o que vocês vão fazer nas férias, no final de semana ou mesmo ao fim de um dia comum de trabalho deve ser uma decisão tomada em conjunto, para que os dois estejam satisfeitos com a rotina adotada pelo casal.

Você quer mudar o outro
Passada a fase da paixão, é natural que nos deparemos com os defeitos da outra pessoa. Mas isso não quer dizer que ela tenha que se moldar ao seu jeito e nem que você precise se adequar ao dela. Respeitar o outro é fundamental para manter uma relação saudável e harmoniosa. Se os defeitos do parceiro são insuportáveis para você, talvez você deva repensar o seu namoro.

Você exige que seu parceiro seja a pessoa ideal
Quando pensamos em um parceiro ou parceira que seja capaz de nos agradar e nos fazer verdadeira companhia, é natural que idealizemos alguém que pode não existir. Fazer com que seu namorado ou namorada caiba exatamente nos seus sonhos pode ser uma tarefa exaustiva para você e para ele/ela.

Você gosta de ser ouvido, mas não ouve o que o parceiro tem a dizer
É muito gostoso ter alguém que seja capaz de ouvir nossos desejos e angústias, mas também é fundamental que nós estejamos aptos a ouvir e a entender o que a outra pessoa nos diz, seja sobre coisas banais do dia a dia ou sobre o relacionamento.

Você faz tudo como se fosse uma pessoa solteira
Você nunca, jamais, deve perder a sua individualidade em detrimento do seu relacionamento. Isso não quer dizer que você tenha que tomar todas as decisões que envolvem o casal sozinho/a. Compartilhar planos, ideias, sonhos e frustrações é saudável, faz bem para todos os envolvidos na relação e, claro, para o casal.

Zenklub

Proporcionar um estilo de vida mais saudável e permitir que as pessoas se empoderem da sua saúde emocional e bem-estar é o objetivo do Zenklub. Para além das matérias no blog, no site você pode consultar um psicólogo por vídeo-chamada de onde estiver. São mais de 80 psicólogos a um clique de distância.
Zenklub